Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 01 de dezembro de 2003

http://www.estadao.com.br/tecnologia/internet/2003/dez/01/21.htm

Chips dentro do corpo substituirão cartões de crédito

Em breve, a Applied Digital Solutions pretende colocar no mercado o Verypay, chip que, implantado sob a pele, substituirá os cartões de crédito. São Paulo - Microchips de identificação por radiofreqüência (RD) estão sendo cada vez mais usados em transações financeiras nos Estados Unidos.

O serviço Speedpass , da ExxonMobil, por exemplo, oferece chaveiros e relógios que, quando passados diante de uma bomba de combustível, conectam-se ao cartão de crédito do comprador e efetuam o pagamento de seu débito em poucos segundos. Recentemente, mais de 400 lanchonetes da rede McDonald´s na região de Chicago, começaram a usar o sistema para pagamento de suas guloseimas. Agora, Applied Digital Solutions anuncia o VeriPay, chip com o mesmo propósito do Speedpass, com a diferença de que ele é implantado sob a pele.

Nesse caso, quando alguém for a um caixa eletrônico, bastará fornecer sua senha bancária e um scanner varrerá seu corpo para captar os sinais de RD que transmitem os dados de seu cartão de crédito. Scott Silverman, presidente da Applied, durante discurso na feira ID World 2003, realizada em novembro, em Paris, convidou o sistema financeiro para trabalhar junto com sua empresa no desenvolvimento de aplicações comerciais do VeryPay. “Num futuro bem próximo, nosso chip poderá ser usado como sistema adicional antifraude”, ele prometeu, na ocasião. A tarefa não será fácil. Especialistas acham que a maioria das pessoas ficará assustada com a idéia de ter um radiotransmissor dentro de seu corpo.

A Applied Digital tem ainda contra ela a ira de grupos de cristãos radicais que acreditam que o VeriPay é a “marca da besta”, falada na Bíblia. “O Livro do Apocalipse profetiza que um dia Satanás convencerá os habitantes do planeta a receber uma “marca” em suas mãos para comprar e vender”, diz Gary Wolscheid, dono de um site que faz a apologia do final dos tempos. A Applied Digital argumenta que não há qualquer fundamento nisso, uma vez que o uso de seu dispositivo é voluntário. A empresa já emprega a implantação de chips em vários sistemas de segurança: anti-seqüestro (VeriKid), identificação de emergência (VeriMed) e controle de acesso a prédios protegidos (VeriGuard).

Comentário:

O que é mais assustador e mais concordante ainda com a Bíblia, não é o fato em si do chip sendo implantado sob a pele, mas o comentário no final da reportagem dizendo que é totalmente VOLUNTÁRIO ("... o uso de seu dispositivo é voluntário.")

A escolha pela marca da besta é VOLUNTÁRIA, é uma escolha CONSCIENTE, durante o período de tribulação. A pessoa poderá recusar ou aceitar a marca. Claro que se ela recusar, o anticristo vai matar a pessoa guilhotinada. Porém, se ela aceitar, ela é marcada pelo anticristo para sempre e perde de uma vez por todas a sua salvação.

Isto desmistifica aquele medo de que a gente poderia, inconscientemente (sem saber) receber esta marca e perder a nossa salvação. Viram só como hoje temos todas as tecnologias que justificam nossa geração de estar nos últimos tempos?

A Paz do Senhor a todos!

Últimas Notícias