Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 24 de janeiro de 2004

http://www.estadao.com.br/agestado/noticias/2004/jan/24/44.htm

El-Baradei alerta para perigo de guerra atômica

Brasília - O perigo de uma guerra atômica nunca foi tão grande como atualmente, afirmou o diretor da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohamed El-Baradei, em entrevista ao semanário alemão Der Spiegel. "Uma guerra atômica está próxima se não houver um acordo sobre um novo sistema internacional de controle", adiantou Baradei, que também é diretor da agência de segurança nuclear das Nações Unidas. A entrevista circulará na edição de segunda-feira.

"Trabalhamos como bombeiros, mas quando os focos de incêndio se multiplicam, então devemos examinar todos os sistemas de segurança da casa comum e torná-la não-inflamável", frisou o diplomata egípcio. "Receio que armas nucleares caiam nas mãos de ditadores e terroristas sem escrúpulos. Receio também o arsenal nuclear dos Estados democráticos, porque enquanto existirem estas armas, não há uma garantia absoluta contra o furto, a sabotagem ou um acidente ", alertou. As informações são da Agência Lusa

Comentário:

Quando a guerra fria entre os EUA e a extinta União Soviética terminou, todos acharam que a ameaça nuclear havia sido afastada completamente. Porém, temos visto conflitos muito recentes, entre Índia e Paquistão e recentemente as ameaças da Coréia do Norte aos EUA. Todos estes países possuem tecnologia para fabricar a bomba atômica.

O livro de Apocalipse prevê uma guerra muito violenta quando faz menção aos quatro cavaleiros, em particular ao cavalo vermelho, durante o julgamento dos selos, conforme Apocalipse 6:2-4:

"Olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vencendo, e para vencer.   
Quando ele abriu o segundo selo, ouvi o segundo ser vivente dizer: Vem!   
E saiu outro cavalo, um cavalo vermelho; e ao que estava montado nele foi dado que tirasse a paz da terra, de modo que os homens se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada."
  

O anticristo primeiramente chega como sendo um "salvador", promovendo a paz mundial, conforme o cavalo branco do Apocalipse. Porém, ele revela seu governo de mão-de-ferro logo depois, promovendo uma guerra sangrenta, contra todos os que se opuserem a ele.

De acordo com Apocalipse 6, a guerra dizimará uma grande parte da população mundial. Podemos pensar em cidades sendo "riscadas do mapa" e situações semelhantes. Sabemos que a bomba atômica é a arma que dizima grandes populações em muito pouco tempo.

Portanto, a notícia acima publicada é mais um evento que pode se encaixar no contexto do fim dos tempos.

A Paz do Senhor a todos!

Últimas Notícias