Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 27 de fevereiro de 2004

http://www.estadao.com.br/agestado/noticias/2004/fev/27/25.htm

 

 

Igreja revela mais 11 mil denúncias de abuso sexual

Washington - Mais de 11 mil acusações de abuso sexual contra padres da Igreja Católica Romana nos Estados Unidos serão reveladas em um relatório a ser publicado nesta sexta-feira. Os supostos abusos citados no relatório teriam começado nos anos 50 e atingido 4.440 padres, cerca de 4% do clérigo. O relatório é resultado de um levantamento nacional, sancionado pela Igreja Católica. Grupos representantes de vítimas de abuso sexual dizem que o número real pode ser ainda maior.

A Igreja Católica americana tem sido criticada por não lidar adequadamente com as acusações de abuso sexual, inclusive de crianças, feitas contra bispos. O cardeal Bernard Law, de Boston, foi forçado a renunciar em dezembro de 2002 em meio a acusações contra várias paróquias. Quinze meses depois, a Igreja deve enfrentar novos ataques à medida em que a dimensão dos abusos vai ficando mais clara.

Alguns membros da Igreja Católica esperam que o relatório ajude a encerrar um doloroso e humilhante capítulo da história da instituição, mas alegações de grupos representando as vítimas de que elas esperam chegar, em média, aos 44 anos para fazer as denúncias indicam que essas podem não ser as últimas acusações que a Igreja vai ter de enfrentar. Eles estimam que milhares de casos ainda podem vir à tona.

Celibato - Líderes da Igreja Católica, que descreveram o relatório como um marco na crise, enfatizam que a polêmica está se esvaindo. Mas eles devem sofrer novas pressões por mudança, incluindo maior transparência na administração da Igreja, maior participação de leigos - especialmente de mulheres - e até mesmo a revisão da obrigatoriedade do celibato clerical.

Comentário:

Esta notícia confirma o que Jesus menciona em Mateus 24 (O sinal do engano). E infelizmente, este tipo de notícia não é exclusividade da Igreja Católica. Existem também várias denúncias do mesmo tipo dentro da Igreja Evangélica.

Muitos líderes das igrejas enganam ao povo de Deus, passando uma imagem totalmente acima de qualquer suspeita. Porém, Jesus já havia dito em Lucas 12:2-3:

"Mas nada há encoberto, que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser conhecido. Porquanto tudo o que em trevas dissestes, à luz será ouvido; e o que falaste ao ouvido no gabinete, dos eirados será apregoado."

É como Jesus disse: nada que está escondido deixará de ser revelado. A mentira, que tem por pai o próprio Satanás, jamais prevalece contra a luz da Palavra de Deus.

É nossa obrigação denunciar este tipo de engano (os abusos sexuais dentro da igreja) e orarmos pela igreja, para que ela não seja apóstata (se afaste dos propósitos reais do Evangelho de Jesus Cristo).

Estude mais sobre o Sinal do Engano clicando aqui.

A Paz do Senhor a todos!

Últimas Notícias