Notícias do jornal "O Estado de São Paulo" de 26 e 30 de março de 2004

http://www.estadao.com.br/divirtase/noticias/2004/mar/30/81.htm

Neonazista se entrega após ver "A Paixão de Cristo"

Oslo, Noruega - Um neonazista arrependido confessou dois atentados contra a sede de um grupo de esquerda dizendo-se inspirado pelo filme A Paixão de Cristo, de Mel Gibson. O caso se deu na Noruega. Johnny Olsen, de 41 anos, se apresentou à polícia no fim de semana e disse ser o responsável pelas explosões de 1994 e 95 na Blitz House, no centro da capital Oslo, que não deixou feridos. A Corte norueguesa decidiu mantê-lo detido para investigações.

Olsen, que na adolescência foi condenado a 12 anos de cadeira por assassinato, disse aos repórteres que quer distância do neonazismo e de seu passado. E repetia: "Jesus vive!". Ele é o segundo criminoso arrependido que se diz inspirado pela versão de Mel Gibson para as últimas horas de Cristo. No Texas, EUA, um jovem de 21 anos admitiu ter matado a namorada, grávida. A morte havia sido tratada como suicídio.


http://www.estadao.com.br/agestado/noticias/2004/mar/26/75.htm

"Paixão de Cristo" leva homem a confessar assassinato

Houston - Depois de assistir à versão cinematográfica de Mel Gibson para as últimas horas de vida de Jesus Cristo e conversar com um amigo da família, Dan R. Leach procurou a chefatura do condado de Fort Bend: ele queria confessar o assassinato de Ashley Nicole Wilson, disse o detetive Mike Kubricht.

Dan, de 21 anos ficou abalado ao assistir Paixão de Cristo e consultou um conselheiro espiritual para tomar a decisão. Não fosse a confissão, Dan jamais seria preso. Um médico-legista determinara que a morte da moça foi um suicídio por enforcamento. O corpo de Ashley foi encontrado em 19 de janeiro em seu apartamento, nos arredores de Richmond, a sudoeste de Houston.

Todas as evidências indicavam suicídio, disse Kubricht. A jovem de 19 anos também vinha tomando antidepressivos depois de descobrir que estava grávida.

A gravidez aparentemente foi o motivo do assassinato, prosseguiu o detetive. Leach acreditava ser o responsável e não queria criar uma criança.

Leach, de 21 anos, vestiu luvas e não deixou nenhuma amostra de seu DNA na cena do crime, comentou Kubricht. "Ele foi realmente muito meticuloso. Foi (um crime) muito bem planejado e muito bem executado."

Em virtude da confissão, Leach foi detido na terça-feira, um dia depois de seu indiciamento. A fiança foi estipulada em US$ 100.000. Se for considerado culpado, ele poderá ser condenado à prisão perpétua.

"Algo dito a ele (pelo conselheiro espiritual), somado ao filme, pode ter feito com que Leach acreditasse que precisasse confessar seu crime e pagar por ele para ter sua redenção."

Comentário:

O filme continua levando as pessoas por to o globo terrestre ao arrependimento e à aceitação de Jesus Cristo. O impacto do filme é tão grande que as pessoas finalmente têm a chance de saber quem é Jesus (não dissemos "quem foi", mas "quem é", porque Ele está vivo e voltará em breve).

Veja também a notícia publicada anteriormente 'A Paixão de Cristo' continua líder nas bilheterias para comentários

A Paz do Senhor a todos!

Últimas Notícias