Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 17 de junho de 2004

http://www.estadao.com.br/agestado/noticias/2004/jun/16/176.htm

 

Deus continua fora da Constituição Européia

Bruxelas - A despeito de um forte lobby, Deus continua sem espaço nas versões mais recentes de propostas de uma Constituição para a União Européia. O premier irlandês Bertie Ahern, cujo país detém a presidência européia, espera que as duas versões preliminares fechadas hoje levem a um consenso durante as conversações previstas para os próximos dois dias.

Sete países, incluindo Polônia e Itália, queriam incluir uma referência específica ao cristianismo no texto, para refletir a herança religiosa da Europa. Até mesmo o Vaticano se viu envolvido, pedindo que os líderes da União Européia não negligenciassem a ligação histórica entre as nações da Europa e o cristianismo.

França e Bélgica, porém, opõem-se com veemência à menção, e assim a Irlanda decidiu não incluir a referência, alegando falta de consenso. O texto do preâmbulo da carta, assim, diz que a Europa tira “inspiração da herança cultural, religiosa e humanista” do continente.

A questão da menção a Deus foi uma das causas do fracasso da negociação anterior em torno da Constituição depois que o texto de 465 artigos foi apresentado, há um ano. Também pesa a questão do sistema eleitoral europeu, com vistas a equilibrar o peso eleitoral dos países às respectivas populações.

O colapso das negociações, em dezembro de 2003, foi atribuído principalmente a esse ponto.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

Uma das características do governo do anticristo, que durará sete anos , é justamente o que Paulo descreve em 2 Tessalonicenses 2:3-4:

"Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá sem que venha primeiro a apostasia e seja revelado o homem do pecado , o filho da perdição, aquele que se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Deus, apresentando-se como Deus."

A União Européia, como o próprio nome diz, unifica politicamente e economicamente quase todos os países da Europa. Vejam como esta notícia converge totalmente para os versículos acima. Os governantes não querem que Deus participe da constituição. O cenário mundial continua sendo preparado para os sete anos de Tribulação descritos em Daniel 9:27.

O fato mais curioso é que os governantes culpam Deus pelo fato das negociações políticas terem entrado em colapso.

Clique aqui e saiba mais sobre o anticristo e seu governo mundial no fim dos tempos.

A Paz do Senhor a Todos!

Últimas Notícias