Notícia da BBC Brasil de 03 de agosto de 2004

Opep descarta elevar produção e petróleo passa de US$ 44

http://www.bbc.co.uk/portuguese/economia/story/2004/08/040803_petroleoro.shtml

O preço do petróleo está mais uma vez atingindo patamares recordes nesta terça-feira.

O valor do barril de óleo cru americano chegou a US$ 44,24 na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), segundo a agência de notícias Reuters, recuando alguns centavos em seguida. O aumento foi impulsionado por temores de possíveis ataques terroristas nos Estados Unidos e pela declaração da Opep (Organziação dos Países Exportadores de Petróleo) de que os países do cartel não têm como aumentar a produção.

O presidente do grupo, Purnomo Yusgiantoro, afirmou que os preços do petróleo chegaram a um patamar "maluco", mas o grupo nada pode fazer para mudar a situação.

Aumento não imediato

Segundo Yusgiantoro, autoridades da Arábia Saudita, maior produtor e exportador do mundo, lhe disseram que é possível aumentar a produção do país, mas não imediatamente. O preço do barril já havia chegado a US$ 43,82 na segunda-feira, um valor jamais alcançado em 21 anos na Nymex. Ainda assim o aumento registrado nesta terça-feira às 5h de Brasília chega a US$ 0,33 por barril. O barril do tipo Brent também subiu US$ 0,21, batendo em US$ 40,18. Além dos temores de ataques terroristas, o mercado também tem sido pressionado pela crescente demanda da China e dos Estados Unidos.

Comentário (clique sobre os textos em destaque para mais informações):

Esta notícia confirma que, basta que um evento negativo ocorra em qualquer parte do mundo, que toda a economia mundial fica comprometida. É o caso dos atos terroristas. Estas ameaças praticamente afetam todos os setores econômicos. Nunca, na história, houve um cenário como este. Isto cumpre o que foi profetizado em Tiago 5:1-6 (clique em economia mundial em crise  para mais detalhes da profecia):

"Eia agora, vós ricos, chorai e pranteai, por causa das desgraças que vos sobrevirão. As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão roídas pela traça. O vosso ouro e a vossa prata estão enferrujados; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e devorará as vossas carnes como fogo. Entesourastes para os últimos dias. Eis que o salário que fraudulentamente retivestes aos trabalhadores que ceifaram os vossos campos clama, e os clamores dos ceifeiros têm chegado aos ouvidos do Senhor dos exércitos. Deliciosamente vivestes sobre a terra, e vos deleitastes; cevastes os vossos corações no dia da matança. Condenastes e matastes o justo; ele não vos resiste."

Economias antes tidas como sólidas, como a dos EUA e da comunidade européia, ficam altamente vulneráveis por conta dos atos terroristas.

Volto a lembrar que a Bíblia afirma o seguinte: durante a Tribulação, a economia será unificada nas mãos do anticristo, o qual controlará o que cada um compra e vende através da marca da besta. Percebam que a tendência do cenário econômico atual é convergir para uma única economia. A união européia aumentou o número de países associados. Praticamente todas as economias mundiais estão atreladas ao dólar americano e/ou ao euro.

Mais uma vez, as profecias do fim dos tempos estão se cumprindo. Jesus está voltando em breve!

A Paz do Senhor a todos!

Outras notícias relacionadas ao mesmo tema:

09/07/2004 - Terror faz o preço do petróleo ultrapassar US$ 40

17/05/2004 - Bolsa da Índia tem maior queda em seus 129 anos

11/05/2004 - Bolsas caem em todo mundo; risco Brasil chega a 808 pontos

28/04/2004 - Terrorismo chega à Síria e derruba mercados emergentes

Últimas Notícias