Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 04 de maio de 2005

http://www.estadao.com.br/internacional/noticias/2005/mai/03/87.htm

Primeiro governo eleito do Iraque toma posse

Bagdá - O primeiro governo eleito do Iraque foi empossado hoje, depois que negociações de último minuto falharam em levar a minoria sunita a postos-chave da administração. Um de cada vez, o premier Ibrahim al-Jaafari e membros de seu gabinete subiram a um pódio e juraram defender o Iraque e o povo iraquiano. Desde que o governo foi formado, na última quinta-feira, atentados rebeldes já mataram cerca de 170 pessoas.

Cinco ministérios - incluindo as pastas da Defesa e do Petróleo - seguem sem titular, sob comando provisório, bem como duas vagas de vice-premer. Al-Jaafari luta para equilibrar as pretensões dos diversos grupos étnicos e religiosos do país no governo, e gostaria que o Ministério da Defesa fosse ocupado por um sunita, envolvendo a minoria no combate à rebelião - que, acredita-se, é composta principalmente por sunitas. No entanto, os xiitas, que são maioria na Assembléia Nacional, relutam em aceitar políticos sunitas vistos como antigos apoiadores de Saddam Hussein.

Depois de meses de conversações, Al-Jaafari formou um gabinete composto de 15 árabes xiitas, sete curdos, quatro sunitas e um cristão. O premier afirmou que o novo governo realizará sua primeira reunião de trabalho nos próximos dias.

Enquanto o governo era empossado, um tiroteio na cidade de Ramadi matou 12 supostos rebeldes e três outras pessoas. Em outro ponto do país, militares americanos dizem ter descoberto uma carta endereçada ao terrorista jordaniano Abu Musab al-Zarqawi, na qual um auxiliar queixa-se do baixo moral e da incompetência dentro da organização, a Al-Qaeda no Iraque. O grupo de Zarqawi é tido como responsável pelos mais brutais atentados cometidos no país.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

Mais um passo profético aconteceu no Iraque hoje. O novo governo toma posse, diversificando o seu gabinete. Com isto, o caminho está aberto para que futuramente o anticristo governe o mundo por sete anos a partir da Babilônia reconstruída, a 80km de Bagdá. Com Saddam ainda no poder, a possibilidade disto acontecer seria remota. Porém, com um governo flexível, como este que assume o Iraque agora, a manipulação diplomática será mais fácil. 

Assim como no Iraque, praticamente todas as nações terão eleições de seus novos líderes (inclusive o Brasil) entre 2005 e 2006. Todos os novos líderes já estarão devidamente preparados para receberem o anticristo como seu supremo-comandante. Clique aqui e saiba mais detalhes sobre este tema.

Três são os passos para que o anticristo estabeleça seu governo mundial a partir da Babilônia, no Iraque:

  1. A saída de Saddam do poder - passo concluído
  2. A formação do novo governo iraquiano - passo concluído hoje
  3. O surgimento do anticristo e seu levante como governador mundial - próximo passo a ser concluído

Porém não podemos nos esquecer que Jesus Cristo, em seu Aparecimento Glorioso, derrotará o anticristo fulminantemente e estabelecerá seu reino milenar de paz sobre a terra, porque a Jesus foi dado todo poder no céu e na terra (Mateus 28:18).

Se você ainda não aceitou Jesus em sua vida como Senhor e Salvador, não perca mais tempo! Aceite-o o quanto antes. Clique aqui e saiba a razão. Seja mais que vencedor, assim como Ele é!

A Paz do Senhor a todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

25/04/2005 - EUA pressionam Iraque a formar governo; violência continua

06/04/2004 - Curdo Jalal Talabani é o novo presidente do Iraque

08/10/2004 - Bush insiste: derrubar Saddam foi "a coisa certa"

30/06/2004 - Ministro iraquiano defende execução de Saddam

30/06/2004 - Governo do Iraque assume amanhã custódia de Saddam

01/06/2004 - Conselho de Governo do Iraque se dissolve

16/12/2003 - Prisão de Saddam Hussein - por que este fato se encaixa no contexto do final dos tempos?

  Últimas Notícias