Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 24 de maio de 2005

http://www.estadao.com.br/tecnologia/informatica/2005/mai/24/20.htm 

Games com temas bíblicos avançam no mercado

Alguns deles, como “Spiritual Warfare” e "Exodus: Journey to the Promised Land", já são sucesso de vendas.

São Paulo - O sucesso da música pop cristã está levando alguns desenvolvedores de games a lançar no mercado títulos com temas religiosos. Alguns deles, como “Spiritual Warfare” e "Exodus: Journey to the Promised Land" já são sucesso de vendas. Neles, o jogador resolve quebra-cabeças baseados nas escrituras sagradas e derrota inimigos demoníacos.

Bill Bean, co-fundador da produtora de games Digital Praise, conta que há uma grande procura por games de cunho bíblico, voltado para o público infantil. “A garotada aprende lições que envolvem valores como verdade e honestidade”, ele diz.

A Digital Praise planeja lançar dois games do gênero para o Xbox, da Microsoft. A australiana Micro Forte, também está trabalhando neste sentido. O problema é o investimento. São precisos pelo menos US$ 2 milhões para criar jogos para consoles de videogame.

De qualquer forma, o segmento está evoluindo. Tim Emmerich, organizador da feira Christian Game Developer´s Conference, que acontece em julho, em Oregon, nos Estados Unidos, espera que títulos bíblicos estejam em breve na cadeia de lojas Wall-Mart, que vende anualmente US$ 1 bilhão em produtos religiosos.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque par a mais informações)

Muito cuidado com jogos de videogame. O diabo tem operado pelo sinal do engano. O jogo "Spiritual Warfare" citado nesta notícia, cuja tradução é "Guerra Espiritual", se trata de um jogo de RPG (Role Playing Game) em que o jogador assume a identidade do personagem.

Mostremos o comentário do fabricante e depois dos que jogam este game.

"Você é um soldado no exército do Senhor. Explore as regiões de uma moderna cidade ao passo que você coleta todas as partes da armadura de Deus. Durante o caminho, você encontrará personagens vilões e numerosos obstáculos designados para testar sua fé. Respondendo corretamente as perguntas da Bíblia vai lhe ajudar a restaurar sua saúde e força no seu espírito".

  • Comentário do MobyGames (fórum de opiniões de jogadores dos mais diversos jogos de videogame)

"Spiritual Warfare é um clone de Zelda onde você joga como sendo um soldado de Deus, lutando contra as forças das trevas em várias partes de uma cidade moderna tentando encontrar a armadura de Deus, cujas partes são guardadas por chefes-demônios (principados ou potestades). Quando você está fraco, um anjo pode descer e ajudá-lo, se você responder às perguntas bíblicas corretamente. O game levará a níveis gradualmente difíceis de se jogar, e no final você estará face a face com o próprio Satanás."

Muitas vezes, o fabricante não é satânico. A intenção pode até ter sido boa, mas não se dá conta do que são jogos de RPG. Parece que aqui houve a tentativa de se fazer uma espécie de "RPG evangélico". Todo RPG nasceu no coração de Satanás. Então não há como se "santificar" um jogo de RPG.Está mais do que clara a tentativa de Satanás de distorcer a Bíblia trazendo-a para o cenário dos jogos de RPG agora no final dos tempos.

O RPG é perigosíssimo, pois faz com que o jogador assuma, em detalhes o personagem, quase que sempre demoníaco. E o personagem do jogo faz rituais para invocar mais poder. Portanto, o jogador deve fazer assim também para se tornar poderoso. Mal sabe ele que está aprendendo rituais satânicos com esta prática aparentemente inocente.

São inúmeros os casos de crianças que se suicidam, ou matam familiares porque foram estimuladas por jogos de RPG. Hoje, a evolução do RPG é o Magic, cujos personagens agora não são mais pessoas, mas são os próprios demônios.Portanto muito cuidado com os filhos!

Estude mais sobre o sinal do engano  clicando aqui.

Estude os sinais do fim dos tempos clicando aqui. Últimas Notícias