Notícia do jornal "Folha de São Paulo" de 17 de novembro de 2005

http://www.estadao.com.br/tecnologia/internet/2005/nov/16/188.htm

EUA mantém o controle técnico da internet

Não existe hoje um fórum único para discutir os complexos temas surgidos com o crescimento da internet e das novas tecnologias digitais

Túnis - O primeiro acordo saído da Cúpula Mundial sobre a Sociedade da Informação, realizada em Túnis, veio antes mesmo de sua abertura oficial: na noite de terça, os lados chegaram a um consenso sobre a polêmica questão do controle da internet. Os EUA mantiveram o controle sobre os aspectos técnicos da administração da rede - o que preserva o cerne de sua função atual. No entanto, foi criado o Fórum de Governança da Internet, do qual participarão governos e representantes de empresas e da sociedade civil, "internacionalizando" a rede.

O fórum não terá poder decisório em questões relativas à administração, mas articulará políticas em áreas importantes como segurança no ciberespaço (combate a spams, vírus, etc.), inclusão digital e regras mais claras para o comércio online internacional, entre outras. Não existe hoje um fórum único para discutir os complexos temas surgidos com o crescimento da internet e das novas tecnologias digitais.

A gestão de domínios e de endereços da internet, assim como a administração dos computadores centrais responsáveis pelo funcionamento da rede, permanecerão sob responsabilidade do ICANN (Internet Corporation of Assigned Names and Numbers), sediado na Califórnia. O ICANN é uma organização privada, sem fins lucrativos e "quase independente", à qual o governo americano delegou a gestão da rede. O órgão manterá seu poder sobre aspectos técnicos da administração da internet. "Nós não mudamos nada no que diz respeito ao papel do governo americano e aos aspectos técnicos que tanto nos preocupavam", disse o embaixador David Gross, chefe da delegação dos EUA.

Outros participantes da conferência, no entanto, têm outra visão sobre o tema. Para a União Européia, fiel da balança na decisão de criar o Fórum, haverá "uma internacionalização maior na governança da internet e uma maior cooperação". O documento gerado do acordo prevê que cada país seja ouvido em decisões que o ICANN venha a tomar relativas ao domínio de cada país - o Brasil em relação ao ".br", por exemplo.

O embaixador Antonino Marques Porto, representante do Brasil nas negociações, acredita que o fórum terá influência e acabará sendo levado em consideração pelos EUA. "Foi criado um fórum multilateral e internacional, que poderá discutir e estabelecer políticas muito mais transparentes em relação à internet", disse ao Estado. Ele avaliou o acordo como uma vitória do grupo de países que defendem a internacionalização da rede - o Brasil é um dos líderes do grupo.

Além de membros de quase 150 governos, mais de 10 mil representantes de empresas, entidades e Organizações governamentais participam do encontro.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque par a mais informações)

Apesar dos EUA continuarem com o controle mundial da internet, a notícia acima deixa claro que a ONU não desistirá de tomar o controle da rede mundial de computadores para si, ou seja, continuarão pressionando os EUA até conseguirem seu propósito. Tudo isso porquea internet é um meio de comunicação eficiente e barato. Quem tiver a hegemonia sobre a internet , obterá fácil acesso a qualquer ponto do globo terrestre e mais: poderá monitorar o que cada internauta faz por meio da rede mundial de computadores. Imaginemos então aqueles que se converterem a Cristo depois do Arrebatamento e durante o período de Tribulação: simplesmente não poderão comunicar-se via internet sem serem espionados pelo governo do anticristo. Ou seja, será um meio do anticristo descobrir e perseguir seguidores de Cristo durante seu governo mundial.

Temos enfaticamente alertado ao longo dos estudos publicados no site que o anticristo muito provavelmente surgirá como líder mundial através da ONU (veja as notícias anteriores abaixo listadas). O fato da ONU, de uma hora para outra, exigir o controle sobre a Internet é uma das estratégias de preparar o terreno para garantir que, quando o anticristo iniciar seu governo mundial, ele já terá total controle de tudo e todos em suas mãos.

O auge do controle mundial exercido pelo governo do  anticristo será quando a marca da besta for implantada, durante a segunda metade da Tribulação. Além da marca significar lealdade eterna ao anticristo, também tem o objetivo de controlar a economia mundial. Clique aqui para mais detalhes do assunto.

Estude mais sobre o papel da ONU no final dos tempos clicando aqui.

Estude os sinais do fim dos tempos clicando aqui.

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

31/10/2005 - ONU exige que EUA deixem controle da internet

26/10/2005 - EUA lutam para manter o controle sobre os domínios da web

01/10/2005 - EUA rejeitam deixar controle da internet para ONU

14/09/2005 - ONU sedia a maior cúpula mundial de todos os tempos

29/07/2005 - G-4 aguarda aval africano à proposta de reforma na ONU

11/07/2005 - ONU discute a expansão do Conselho de Segurança

04/06/2005 - Países neutros mediarão reforma no Conselho de Segurança

02/06/2005 - China declara "perigosa" ampliação do Conselho da ONU

Últimas Notícias

1