Notícia do jornal "O Globo" de 28 de abril de 2006

Colaboração de Rodney Eloy
Grupo de usuários da Série Deixados para Trás: http://www.grupos.com.br/group/leftbehind

http://oglobo.globo.com/online/tecnologia/mat/2006/04/28/246991150.asp

Chip de segurança sob a pele é testado por 196 brasileiros nos EUA

São Paulo - Um chip implantado sob a pele, que indica a localização de vítimas de seqüestro, já é testado por 196 brasileiros. Eles são monitorados por uma central nos Estados Unidos, pois o Brasil não tem lei que regulamente esse tipo de serviço, diz o engenheiro brasileiro Ricardo Chilelli, dono da empresa americana de consultoria em segurança RCI First Security Intelligence Advising. Segundo o engenheiro, os 196 brasileiros moram nos EUA, mas vêm com freqüência à terra natal. Eles aceitaram implantar e testar o equipamento como voluntários anônimos.

Fora do país, o sistema funciona em caráter experimental, com autorização provisória dos governos - disse Chilelli, que pensa em trazer a tecnologia em escala comercial ao Brasil só após a homologação do sistema pelos governos americano e brasileiro. Por hora, é impossível implantar o equipamento no Brasil até em caráter experimental.

Não vendemos, não fazemos propaganda e não temos lista de espera para comprar - disse Chilelli. Porém, caso um clientes seja seqüestrado no país, pode ser monitorado dos EUA. Segundo estimativa feita por Chilelli em 2005, comercializado em larga escala, o chip custaria US$ 10 mil e a manutenção mensal chegaria a US$ 800. Chilelli conta que a tecnologia partiu de um tipo de chip que existia no mercado americano para armazenar informações médicas da pessoa. O equipamento, porém, não emitia pulsos para localização. Criamos um chip que manda informações de sua localização para usar em quem pratica esportes radicais, como trilhas e escaladas. Só depois testamos para combater seqüestros.

O chip tem tamanho de um grão de arroz e não usa bateria. Alimenta-se da energia gerada pelo corpo. O mecanismo usado é um segredo industrial. Wagner Giudice, delegado da Divisão Anti-Seqüestro, afirma desconhecer o aparelho e não saber de seu uso no exterior. Até hoje nenhum dos brasileiros que participam dos testes foi seqüestrado.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

O uso cada vez mais freqüente de biochips tem a intenção subliminar de se preparar a geração atual e a futura para receber a marca da besta como algo inofensivo e útil no futuro. Assim como dissemos nas notícias passadas, daqui para adiante, fatalmente veremos mais e mais exemplos do uso de biochips vendendo uma idéia "boa" (tecnologia, praticidade etc.), mas cuja real finalidade é a difusão gradual da idéia do uso e aceitação imediata da marca da besta durante o governo do anticristo, no período de Tribulação.

A tecnologia da marca da besta, para quem ainda não sabe, já existe há pelo menos 10 anos (senão há mais tempo) e está sendo cada vez mais introduzida na sociedade, de modo que as pessoas a aceitem como algo normal, algo bom. Chips sob a pele já existem e são usados em seres humanos, atualmente, para armazenar dados sobre diagnósticos médicos, prevenção contra seqüestros por meio de localização GPS.

No caso da notícia acima, a "vantagem" de se usar o chip seria evitar seqüestros. Vamos agora transportar a tal "vantagem" para o cenário futuro quando o governo do anticristo já estiver em vigor: claro que é interessante para o anticristo saber a localização de cada ser humano e controlá-lo através da marca, usando a tecnologia RFID. Perceberam a real intenção do uso do chip?

Para se ter uma idéia de como já existe uma conspiração satânica para preparar a sociedade psicologicamente para a aceitação do chip como algo bom, a novela da Rede Globo América mostrou a personagem interpretada por Déborah Secco implantando um biochip por baixo da pele para ser localizada em caso de seqüestro. Toda essa preparação psicológica está sendo introjetada na sociedade de maneira gradativa, até o surgimento do anticristo.

No governo do anticristo, os chips serão usados para controlar o que cada um compra e vende, dando ao anticristo o total controle da economia mundial. Hoje, empresas como a Applied Digital e a Pay-By-Touch já utilizam tal tecnologia. Mais do que isso: quem recebe a marca, está selado eternamente para a morte eterna, porque jurou lealdade ao anticristo.

Este é mais um sinal de que a segunda vinda de Cristo está muito próxima. Estude mais sobre a tecnologia e o fim dos tempos clicando aqui.

Estude mais sobre a marca da besta clicando aqui.

Estude sobre os sinais do tempo do fim clicando aqui.

A Paz do Senhor a todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

28/03/2006 - Boate instala chip em baladeiros na Espanha

03/03/2006 - Empresa dos EUA inicia o uso de chips de identificação no corpo de seus funcionários

12/07/2005 - Japoneses gravam dados em unhas

03/03/2005 - Chips serão cada vez menores

17/11/2004 - Avião da Nasa atinge 10 vezes a velocidade do som

20/09/2004 - Nasa prevê missão tripulada a Marte em 20-30 anos

06/08/2004 - Equipe canadense anuncia lançamento ao espaço para outubro

26/07/2004 - Stephen Hawking descarta buraco negro como portal para outros universos

01/07/2004 - Célula-tronco humana reverte Parkinson em ratos

17/06/2004 - Empresa brasileira lança biomembrana inédita

11/06/2004 - Spirit acha alta concentração de sal em Marte

24/05/2004 - 'Nariz eletrônico' pode diagnosticar infecções

04/05/2004 - Britânicos querem criar dentes a partir de células-tronco

08/02/2004 - Bayer Seeds quer produzir sementes transgênicas no País

27/01/2004 - Opportunity fotografa base rochosa do solo marciano

Últimas Notícias

1