Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 29 de junho de 2006

http://www.estadao.com.br/ultimas/mundo/noticias/2006/jun/29/19.htm

Israel prende vice-primeiro-ministro do Hamas

Segundo o governo israelense, os membros do Hamas detidos serão investigados. Caso haja suspeitas de vinculação com atividades terroristas, serão julgados

JERUSALÉM - O vice-primeiro-ministro do governo palestino, Nasser Eddin al-Shaer, foi detido pelo Exército israelense nesta quinta-feira em Ramallah, segundo fontes da segurança palestina. O político foi capturado na sua casa, acrescentaram as fontes, sem dar mais detalhes. As autoridades israelenses não confirmaram a prisão.

Horas antes, a mulher de Eddin al-Shaer havia dito que soldados israelenses entraram em sua casa mas foram embora ao ver que ele não estava lá. O Exército deteve nesta madrugada vários ministros da Autoridade Nacional Palestina (ANP), todos filiados ao movimento islâmico Hamas, e 20 deputados. Segundo fontes do governo e das Forças Armadas de Israel, os detidos são "suspeitos de atividades terroristas".

As detenções aconteceram nas cidades de Ramallah, Hebron, Jenin, Kalkilia e Jerusalém Oriental. O ministro do Interior de Israel, Ronie Bar-On, disse que os membros do Hamas detidos serão investigados. Caso haja suspeitas de vinculação com atividades terroristas, serão julgados. "A mão de Israel vai chegar a Ismail Haniye", afirmou Bar-On à rádio pública israelense, referindo-se ao primeiro-ministro da ANP.

A crise se agravou na madrugada de hoje (horário local) com o anúncio de militantes palestinos dos Comitês de Resistência Popular de que executaram o colono judeu Eliahu Asheri, de 18 anos (que havia sido seqüestrado na Cisjordânia), em retaliação pela invasão israelense em Gaza. O corpo foi encontrado enterrado perto de Ramallah. Extremistas dizem ter em seu poder outro israelense, um homem 62 anos, não identificado, que está desaparecido.

Israel explica detenções - O Ministério de Relações Exteriores de Israel divulgou nesta quinta uma nota oficial para explicar que as detenções de líderes do Hamas, na madrugada, na Cisjordânia ocupada, se deve a "suspeitas de que os detidos estão envolvidos em atividades ilegais".

O comunicado acusa o governo do primeiro-ministro Ismail Haniye, do Movimento Islâmico Hamas, de praticar "uma política de governo terrorista", considerando "os eventos dos últimos dias", em referência ao seqüestro do soldado israelense Guilad Shalit, capturado no domingo por milicianos palestinos numa base militar ao sul de Gaza.

As Brigadas de Izz al-Din al-Qassam, braço armado do Hamas, assumiram a autoria do ataque, ao lado de outros grupos. Israel lançou na quarta-feira a operação militar Chuvas de Verão para procurar o soldado.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

Jerusalém continua sendo o relógio do mundo. Mesmo após inúmeras tentativas de tréguas, o caos continua atuando na região. Israel vive momentos decisivos.

Tal cenário de caos favorecerá o surgimento do anticristo em breve, no cenário político mundial. Lembre-se que a Bíblia prevê que somente o anticristo é quem promoverá a paz (na realidade uma falsa paz), assinando um acordo com Israel por sete anos, iniciando a Tribulação:

  • Daniel 9:27 (Tradução NVI)
    "Este rei fará um acordo com o povo, de sete anos; mas depois de decorrer metade desse tempo, denunciará o tratado e proibirá os judeus de fazerem qualquer sacrifício ou oferta; posteriormente, como cúmulo das suas terríveis acções, o inimigo profanará completamente o santuário de Deus. Mas quando chegar o tempo determinado nos planos de Deus, o julgamento do Senhor será derramado sobre esse assolador visão de Daniel de um homem."

Ao se cumprir essa profecia, o povo judeu será enganado pelo anticristo. Na realidade, a estratégia de Satanás é colocar o anticristo como sendo o Messias, querendo tomar o lugar que é de Jesus Cristo. A verdadeira paz em Israel será trazida por Jesus Cristo, o verdadeiro Messias, o Ungido, em seu Aparecimento Glorioso, logo após os sete anos de Tribulação. Nesse momento, em 2 Tessalonicenses 2:8, a Palavra afirma que Jesus, por ser infinitamente poderoso (aleluia!), matará o anticristo com o sopro de sua boca, estabelecendo seu governo de mil anos de paz:

"Então será revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá pela manifestação de sua vinda."

Deus precisa que oremos por Israel, irmãos. É nossa obrigação como cristãos. Orem pelos judeus e pelos palestinos.

Fiquemos atentos e firmes em Cristo, pois o cenário mundial já está formado para a aparição do anticristo. É preciso muito discernimento da parte de Deus em nossas vidas a partir de agora, porque é fundamental para entendermos tanto os planos de Deus como os intentos de Satanás, principalmente a respeito dos eventos em Israel.

Outro ponto importante é que, se o cenário mundial sofre uma aceleração para o cumprimento da profecia acima, significa que o Arrebatamento pode estar mais próximo de acontecer do que imaginamos, pois segundo a Palavra de Deus, a Tribulação vem DEPOIS do Arrebatamento.

Estude a respeito dos sinais do final dos tempos clicando aqui.

A Paz do Senhor a Todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

13/02/2006 - Sharon tem cada vez menos chances de recuperar consciência

07/01/2006 - Ariel Sharon sofre derrame e futuro político de Israel é incerto

03/11/2005 - Hamas diz que não renovará trégua com Israel

12/09/2005 - Palestinos comemoram saída de Israel da Faixa de Gaza

19/08/2005 - Colonos evacuados pretendem acampar diante do Muro das Lamentações

13/05/2005 - Israel celebra Dia da Independência

17/01/2005 - Sharon manda intensificar ação contra palestinos

19/11/2004 - Sharon abre mão de condições para negociar paz com palestinos

11/11/2004 - Anunciada oficialmente a morte de Arafat

07/09/2004 - Israel recomeça a construção de muro de separação

11/08/2004 - Israel ataca cidade ao sul da Faixa de Gaza

29/07/2004 - Muro de Israel vai invadir a Cisjordânia, diz governo

23/03/2004 - Além de Arafat, chefe do Hezbollah também é alvo de Israel

05/03/2004 - Maioria israelense não confia em Sharon. Pede sua renúncia

11/02/2004 - Quatro palestinos mortos em conflito em Gaza

09/02/2004 - Palestinos ameaçam proclamar seu Estado independente

25/11/2003 - Israel prevê "Plano de Paz" sem a criação do Estado Palestino

Últimas Notícias