Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 14 de julho de 2006

http://www.estadao.com.br/ultimas/mundo/noticias/2006/jul/14/214.htm

Líder do Hezbollah declara "guerra aberta" a Israel

O xeque Hassan Nasrallah afirmou que suas "casas não serão as únicas que serão destruídas" e suas "crianças não serão as únicas que morrerão"

BEIRUTE, Líbano - O líder do Hezbollah, xeque Hassan Nasrallah, disse nesta sexta-feira que seu grupo está preparado para uma "guerra aberta" com Israel e avisou que um navio de guerra israelense que vem atirando mísseis contra o sul de Beirute será destruído. Enquanto isso, caças israelenses voltaram a atacar os subúrbios da zona sul de Beirute, mirando uma estação de rádio pertencente a guerrilheiros do Hezbollah.

Ainda nesta sexta-feira, aviões israelenses dispararam mísseis em estradas nos subúrbios, derrubando uma ponte e danificando outra.

Com um tom desafiador, Nasrallah se dirigiu aos israelenses dizendo: "vocês quiseram uma guerra aberta e nós estamos preparados para uma guerra aberta". A mensagem foi transmitida pela rede de televisão do Hezbollah Al-Manar.

"Vejam o navio de guerra que atacou Beirute, enquanto ele queima e afunda diante de seus olhos", Nasrallah disse. Não ficou claro se ele mencionou um navio que já foi atacado.

O Exército israelense afirmou que um de seus navios estava em águas libanesas e foi atingido aparentemente por um míssil. O dano não foi sério e não houve feridos, informou um porta-voz. Oficiais não deram a exata localização do navio.

Nasrallah fez a declaração após mísseis israelenses atacarem o quartel-general do Hezbollah e sua casa no sul de Beirute. Sua mensagem, porém, aparenta ter sido gravada anteriormente, e Nasrallah não menciona os ataques de mísseis a sua residência e a seus escritórios. O anúncio do líder do Hezbollah foi recebido com grande entusiasmo em Beirute.

Ele repetiu a ameaça de atacar a cidade costeira israelense de Haifa e outras cidades mais ao sul. "Iremos atingiremos Haifa e, acreditem em mim, até além de Haifa."

"Nossas casas não serão as únicas que serão destruídas, nossas crianças não serão as únicas que morrerão", acrescentou Nasrallah.

ONU - O subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários, Jan Egeland, afirmou que a situação nos territórios palestinos "nunca foi pior que nos últimos dias", e pediu que Israel mantenha abertos os cruzamentos de fronteira da Faixa de Gaza, para garantir a entrada da ajuda de emergência.

Ao expor a situação em Gaza como conseqüência do aumento da violência, Egeland alertou que "a crise social está se transformando em humanitária, com 1,4 milhão de civis no meio do fogo cruzado" entre as milícias palestinas e as tropas israelenses.

Ele expressou, também, o temor das Nações Unidas de que a situação no Oriente Médio se torne "totalmente incontrolável", por isso pediu "contenção" a todas as partes do conflito.

De maneira específica, assinalou que não deve haver mais "respostas desproporcionadas, nem foguetes de fabricação caseira contra Israel". Paralelamente, pediu a libertação de todos os reféns.

Além disso, o subsecretário-geral da ONU pediu a Israel que "repare a infra-estrutura civil que destruiu" e que transfira a arrecadação com impostos e taxas às importações, "porque é dinheiro palestino e seria uma grande contribuição para o fornecimento de serviços básicos à população" de Gaza.

Histórico - Três soldados israelenses se encontram atualmente seqüestrados - um é refém de milícias palestinas, incluindo o braço armado do grupo islâmico Hamas, que está à frente do governo palestino, e os outros dois estão sob poder do movimento xiita libanês Hezbollah.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

A própria ONU declara que a situação nunca foi pior que agora e tem muito receio de que a situação se torne insustentável. Percebam que o cenário de caos no Oriente Médio está cada vez mais favorecendo o surgimento do anticristo em breve, no cenário político mundial. Os líderes políticos mundiais atuais simplesmente estão inoperantes quanto à situação.

De acordo com Daniel 9:27, o anticristo promoverá uma falsa paz no Oriente Médio, ao assinar um acordo com Israel por sete anos, iniciando a Tribulação:

"Este rei fará um acordo com o povo, de sete anos; mas depois de decorrer metade desse tempo, denunciará o tratado e proibirá os judeus de fazerem qualquer sacrifício ou oferta; posteriormente, como cúmulo das suas terríveis acções, o inimigo profanará completamente o santuário de Deus. Mas quando chegar o tempo determinado nos planos de Deus, o julgamento do Senhor será derramado sobre esse assolador visão de Daniel de um homem." (tradução NVI)

O objetivo do anticristo será enganar o povo judeu será enganado se passando pelo messias. Mas sabemos que o verdadeiro e único Messias é Jesus Cristo, que trará a paz mundial em seu governo milenar. Isso ocorrerá em seu Aparecimento Glorioso, logo após os sete anos de Tribulação. Em 2 Tessalonicenses 2:8, a Palavra afirma que Jesus, por ser infinitamente poderoso (aleluia!), derrotará definitivamente o anticristo nesse momento:

"Então será revelado o iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá pela manifestação de sua vinda."

Deus precisa que oremos por Israel, irmãos. É nossa obrigação como cristãos. Satanás sempre teve ódio de Israel. Orem também pelos povos libaneses, árabes e todos os envolvidos nesse caos no Oriente Médio.

Fiquemos atentos e firmes em Cristo, pois o cenário mundial já está formado para a aparição do anticristo. É preciso muito discernimento da parte de Deus em nossas vidas a partir de agora, porque é fundamental para entendermos tanto os planos de Deus como os intentos de Satanás, principalmente a respeito dos eventos em Israel.

Outro ponto importante é que, se o cenário mundial sofre uma aceleração para o cumprimento da profecia acima, significa que o Arrebatamento pode estar mais próximo de acontecer do que imaginamos. Cremos que a Tribulação vem DEPOIS do Arrebatamento, de acordo com a posição pré-Tribulacionista.

Estude a respeito dos sinais do final dos tempos clicando aqui.

A Paz do Senhor a Todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

29/06/2006 - Israel prende vice-primeiro-ministro do Hamas

13/02/2006 - Sharon tem cada vez menos chances de recuperar consciência

07/01/2006 - Ariel Sharon sofre derrame e futuro político de Israel é incerto

03/11/2005 - Hamas diz que não renovará trégua com Israel

12/09/2005 - Palestinos comemoram saída de Israel da Faixa de Gaza

19/08/2005 - Colonos evacuados pretendem acampar diante do Muro das Lamentações

13/05/2005 - Israel celebra Dia da Independência

17/01/2005 - Sharon manda intensificar ação contra palestinos

19/11/2004 - Sharon abre mão de condições para negociar paz com palestinos

11/11/2004 - Anunciada oficialmente a morte de Arafat

07/09/2004 - Israel recomeça a construção de muro de separação

11/08/2004 - Israel ataca cidade ao sul da Faixa de Gaza

29/07/2004 - Muro de Israel vai invadir a Cisjordânia, diz governo

23/03/2004 - Além de Arafat, chefe do Hezbollah também é alvo de Israel

05/03/2004 - Maioria israelense não confia em Sharon. Pede sua renúncia

11/02/2004 - Quatro palestinos mortos em conflito em Gaza

09/02/2004 - Palestinos ameaçam proclamar seu Estado independente

25/11/2003 - Israel prevê "Plano de Paz" sem a criação do Estado Palestino

Últimas Notícias