Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 07 de novembro de 2006

http://www.estadao.com.br/tecnologia/internet/noticias/2006/nov/06/216.htm

Projeto de lei no Senado prevê controle da Web brasileira

 Lei extinguiria privacidade online; provedores de acesso são contrários à medida

SÃO PAULO - O Senado brasileiro discute nesta semana, em reunião da Comissão de Constituição e Justiça, na próxima quarta-feira, um projeto de lei que prevê o controle do acesso à internet, a exemplo do que se pretende estabelecer na China, um dos países que mais controla o uso da rede.

Segundo o projeto, cujo relator é o senador Eduardo Azeredo, do PSDB de Minas Gerais, qualquer usuário precisaria se identificar quando acessasse a internet ou qualquer outra aplicação como o acesso a e-mail ou a criação de blogs.

Dessa forma, seria possível monitorar precisamente o que cada usuário faz quando está online, sabendo que sites visita ou que tipo de arquivos está baixando da rede, como músicas ou filmes.

Além de extinguir a privacidade, o projeto prevê fazer do acesso não identificado crime passível de reclusão de dois a quatro anos. Provedores de acesso ficariam responsáveis pela veracidade dos dados cadastrais dos usuários e seriam sujeitos às mesmas penalidades.

Dados cadastrais - Para obter o acesso à internet, os usuários precisariam fornecer dados pessoais comprovados como nome completo, endereço, número de telefone, RG, e CPF aos provedores de acesso.

A favor do projeto estariam administradoras de cartões de crédito e bancos. Procurada pela reportagem, no entanto, a assessoria de comunicação da Febraban - Federação Brasileira dos Bancos afirmou que não comentaria o projeto por enquanto. Os provedores de internet também são contrários à medida, que geraria um novo encargo burocrático para os provedores.

Analistas também criticaram a justificativa do projeto de extinguir a privacidade dos internautas brasileiros, já que suspeitos de crimes digitais podem ser rastreados e identificados por meio do seu endereço IP (internet protocol), número que é atribuído a cada usuário quando este liga à Web.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque par a mais informações)

A notícia acima surpreende e mostra que o governo brasileiro quer exercer o total controle sobre as pessoas, assim como a China faz hoje. Isso, no ponto de vista profético da Bíblia, é um exemplo do que será uma das características mais marcantes do anticristo. Ele fará de tudo para controlar cada ser humano na terra durante seu governo mundial de sete anos, durante a Tribulação. Por exemplo: um dos objetivos da própria marca da besta será exercer esse tipo de controle.

Um detalhe alarmante e que não pode deixar de ser comentado: a China é um dos países que mais persegue os cristãos, mas nem isso está impedindo o avivamento de Deus no território chinês.

A internet é cobiçada principalmente pelas estruturas governamentais que receberão o anticristo como seu líder mundial. Lembre-se: quem tiver a hegemonia sobre a internet, obterá fácil acesso a qualquer ponto do globo terrestre e mais: poderá monitorar o que cada internauta faz por meio da rede mundial de computadores - principalmente observar atividades no que se diz respeito à pregação do evangelho de Cristo.

Em 2005, vazou-se a notícia de que a ONU pretendia exercer o controle mundial da internet (ver notícias anteriores abaixo). Misteriosamente, o assunto foi abafado e desde então não se ouve mais sobre o assunto na mídia. As manobras continuam, porém no oculto.

Portanto, queridos irmãos, é tempo de vigiarmos e orarmos muito, e é claro, também temos que exercer nossas vidas ministeriais com a mais extrema excelência a Deus (aliás, sempre deveria ser assim com todos os ministros e não somente agora) pois estamos chegando ao tempo das definições. O cenário mundial para o cumprimento profético da Volta de Jesus está pronto!

A Paz do Senhor a todos!

Estude mais sobre o papel da ONU no final dos tempos clicando aqui.

Estude os sinais do fim dos tempos clicando aqui.

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

17/11/2005 - EUA mantém o controle técnico da internet

31/10/2005 - ONU exige que EUA deixem controle da internet

26/10/2005 - EUA lutam para manter o controle sobre os domínios da web

01/10/2005 - EUA rejeitam deixar controle da internet para ONU

14/09/2005 - ONU sedia a maior cúpula mundial de todos os tempos

29/07/2005 - G-4 aguarda aval africano à proposta de reforma na ONU

11/07/2005 - ONU discute a expansão do Conselho de Segurança

04/06/2005 - Países neutros mediarão reforma no Conselho de Segurança

02/06/2005 - China declara "perigosa" ampliação do Conselho da ONU

Últimas Notícias