Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 25 de janeiro de 2007

http://www.estadao.com.br/ultimas/mundo/noticias/2007/jan/25/15.htm

Irã admite ter recebido mísseis de proteção aérea da Rússia

Segundo governo russo, o país teria adquirido sistema para proteger aparato nuclear

TEERÃ - Autoridades iranianas confirmaram, nesta quarta-feira, que o país recebeu avançados sistemas de mísseis de defesa aérea russos. De acordo com informações de uma agência de notícias russa, o material vai servir para proteger o aparato nuclear do programa de enriquecimento de urânio do Irã.

"Nós temos transações construtivas de defesa com a Rússia, de quem compramos mísseis Tor M-1, que foram recentemente entregues", afirmou o ministro de Defesa do Irã, Mostafa Mohammad Najjar, ao site da rede de televisão oficial do Irã.

Najjar, no entanto, não afirmou quantos mísseis foram entregues ou quando exatamente chegaram a Teerã. De acordo com informações prévias de Moscou, a previsão inicial era de que os iranianos teriam adquirido 29 mísseis para a proteção de território aéreo, pela quantia de US$ 700 milhões. O contrato teria sido assinado em dezembro de 2005.

O anúncio da entrega do lançador de mísseis Tor M-1 é recebido de maneira desconfortável pela comunidade internacional, uma vez que acontece logo após Teerã retomar manobras militares - a primeira desde que o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou sanções contra o plano nuclear iraniano, em 23 de dezembro do ano passado.

Até agora, no entanto, não ficou clara se a transação foi feita antes do vote no Conselho de Segurança. Autoridades russas têm repetido insistentemente que a venda não viola nenhuma obrigação internacional. No ano passado, os Estados Unidos sugeriram que outros países não cooperem com programas armamentistas iranianos, na tentativa de pressionar o país a parar com seus programa de enriquecimento de urânio. Israel também criticou o comércio de armas com o Irã.

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, tem insistentemente negado as acusações da Casa Branca, de que Teerã se aproveitará do programa de criação de energia através do enriquecimento de urânio para o desenvolvimento de armas nucleares. No início da semana, assim que as manobras militares foram retomadas no Irã, as autoridades barraram a entrada de 38 inspetores nucleares da ONU no país.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

Mais uma vez, a aliança entre Rússia e Irã está claramente confirmada. A Rússia ajuda belicamente as outras nações da aliança inimiga contra Israel. Já publicamos notícias confirmando essa ajuda russa à Líbia e agora ao Irã (leia as notícias anteriores ao final deste comentário).

A notícia acima comprova que a Rússia é uma grande interessada em que o Irã desenvolva tecnologia nuclear porque está demonstrando proteção e apoio ao governo iraniano. O enriquecimento do urânio serve tanto para fins de geração de energia, mas em 90% dos casos, é usado para fabricação de bombas nucleares, em conjunto com reatores de água pesada.

O profeta Ezequiel escreve sobre uma aliança inimiga em Ezequiel 38 que tentará invadir Israel no final dos tempos. O presidente do Irã já vem há tempos emitindo declarações de provocação a Israel. Chegou a declarar certa vez que o holocausto da Segunda Guerra era mentira, um mito.

A única razão pela qual o presidente do Irã deu ordem para o país avançar em tecnologia nuclear é o seu ódio por Israel, o que tem apoio russo. Não há dúvidas de que Mahmoud Ahmadinejad deseja construir bombas nucleares para, no futuro, atacar Israel. Qual outra razão motivaria o presidente iraniano a desenvolver tecnologia nuclear com tanta pressa, a ponto de enfrentar até a ONU?

Vejamos o que diz Ezequiel 38:2-6:

"Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele. E dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e de Tubal. E te farei voltar, e porei anzóis nos teus queixos, e te levarei a ti, com todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos vestidos com primor, grande multidão, com escudo e rodela, manejando todos a espada. Persas, etíopes, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete Gômer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo."

Segundo os historiadores, estes povos correpondem a:

Gogue e Magogue: Rússia
Persas: Países Árabes (inclusive o Irã)
Etíopes ou Cuxe: Etiópia
Pute: Líbia
Gômer e Togarma: Turquia e Irã, pois estes povos correspondem aos territórios destes destes dois atuais países

Fiquemos atentos, porque a Bíblia não especifica se a profecia de Ezequiel 38 terá lugar antes ou depois do Arrebatamento. Isso significa, sem sombras de dúvida, de que o Arrebatamento está na iminência de ocorrer.

Nota: Queremos deixar claro que não temos nada contra o povo iraniano ou qualquer outro povo de origem árabe ou russa. Os acontecimentos aqui citados dizem respeito a governos, líderes, manobras políticas vindas de governantes, e não ao povo em geral. Nosso papel é alertar a respeito do cumprimento das profecias bíblicas que antecedem o Arrebatamento, a Tribulação e o Aparecimento Glorioso de Cristo.

Clique aqui e aprenda mais sobre este sinal do fim dos tempos.

Estude os sinais do tempo do fim, clicando aqui.

A Paz do Senhor a Todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

11/12/2006 - Presidente diz que Irã chegará ao topo da tecnologia nuclear

20/10/2006 - "Israel foi criado para engolir a região", diz Ahmadinejad

25/09/2006 - Vice-presidente do Irã viaja à Rússia para assinar acordo nuclear

23/08/2006 - Resposta "complexa" do Irã pode causar racha no Conselho de Segurança

03/08/2006 - Presidente do Irã diz que solução do Oriente Médio é fim de Israel

01/08/2006 - Irã rejeita resolução da ONU sobre urânio

02/05/2006 - Irã anuncia novo processo nuclear e ameaça Israel

24/04/2006 - Irã considera retirada de Tratado de Não-proliferação Nuclear

12/04/2006 - EUA querem "fortes medidas" contra o Irã

15/03/2006 - Irã anuncia acordo com a Rússia para encerrar polêmica nuclear

20/02/2006 - Irã e Rússia iniciam negociações sobre programa nuclear

11/01/2006 - EUA e Europa criticam retomada de programa nuclear do Irã

14/12/2005 - Presidente iraniano diz que Holocausto é um mito

17/11/2005 - Irã reconhece que satélite é capaz de espionar Israel

27/10/2005 - Presidente do Irã diz que Israel é "mancha vergonhosa"

27/04/2004 - Vladimir Putin chega a Israel em visita histórica

24/03/2005 - Kadafi ridiculariza israelenses e palestinos em cúpula árabe

01/03/2005 - Rússia se diz obrigada a ajudar programa nuclear iraniano

18/02/2004 - Putin promete mais e melhores armas para a Rússia

19/12/2003 - Kadafi promete abandonar armas proibidas, diz Blair

Últimas Notícias