Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 04 de setembro de 2007

http://www.estadao.com.br/vidae/not_vid46215,0.htm

Rússia registra 3º caso de gripe aviária em 2007

MOSCOU - A Rússia divulgou nesta terça-feira o terceiro surto do vírus H5N1 registrado no país neste ano após 410 aves morrerem em uma fazenda da região sul, mas o setor está preparado para enfrentar a doença.

Outras 414 aves foram sacrificadas e procedimentos rígidos de quarentena foram implementados em uma fazenda na região de Krasnodar por conta dos resultados positivos de testes que avaliaram a presença do vírus da gripe aviária nas aves mortas, afirmou o órgão russo de fiscalização sanitária para animais e plantas, Rosselkhoznadzor.

"É grave o suficiente para exigir medidas severas, incluindo a quarentena, para garantir que não haja disseminação", afirmou Alexei Alexeyenko, porta-voz da agência Rosselkhoznadzor.

"Uma investigação está em andamento para determinar a fonte da infecção."

A variante H5N1 do vírus da gripe aviária é a mais contagiosa e foi responsável pelas mortes de aves na fazenda Lebyazhye-Chepiginskoye, localizada na mesma área em que foram encontradas aves domésticas mortas pela doença, em janeiro.

O segundo caso russo da gripe em 2007 aconteceu em fevereiro, quando diversos casos em cidades próximas a Moscou foram ligados ao mais conhecido mercado de animais da capital.

A Rússia espera aumentar a produção de carne de aves em 16 por cento neste ano, para aproximadamente 1,8 milhão de toneladas, reduzindo a quantidade de importações no consumo doméstico. Os produtores russos foram responsáveis por cerca de 53 por cento do consumo interno no ano passado.

Dmitry Rylko, diretor-geral do Instituto para Estudos do Mercado Agrícola, disse que o tamanho da Rússia e a reação rápida do governo em casos de gripe aviária ofereciam aos criadores de aves proteção contra a doença.

"Estes casos se repetirão de tempos em tempos em diversas regiões do mundo, incluindo a Rússia", afirmou.

"Na Rússia, a produção agrícola comercial em grande escala está bastante protegida (da gripe) por conta de boas medidas de quarentena e da baixa densidade da população de aves, mesmo no sul."

A maior produtora de aves da Rússia é a Cherkizovo, que no mês passado adquiriu a concorrente Chicken Kingdom por 143 milhões de dólares.

A Rússia estimula um aumento na produção de aves em parte com a regulação das importações por meio de cotas de tarifas. O volume de importações caiu 8,2 por cento no primeiro semestre de 2007, apesar dos preços altos elevarem o preço total para 419,1 milhões de dólares.

Em agosto, a Rússia proibiu as importações de aves da Itália e da Alemanha após a descoberta de gripe aviária em fazendas dos dois países.

A doença infectou 320 pessoas, matando 193 delas, desde que surgiu novamente em Hong Kong, em 2003. A maior parte das mortes ocorreu na Ásia. A Rússia não registrou nenhum caso de humanos contaminados.

A variedade H5N1 do vírus da gripe aviária é transmitido essencialmente entre aves. A maior parte das ocorrências da doença em seres humanos remete a contato direto ou indireto com aves contaminadas.

Especialistas temem que o vírus possa se modificar para uma forma que seja transmissível entre humanos.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

A epidemia de gripe aviária já é uma realidade, assim como temos alertado desde 2004. Esse vírus mortal está cumprindo à risca uma das profecias acerca dos sinais do tempo do fim ditos por Jesus, conforme está em Lucas 21:11:

"e haverá em vários lugares grandes terremotos, e pestes e fomes; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu."

Apesar das autoridades terem dito que a probabilidade de se transmitir a gripe a humanos é pequena, a realidade é que eles não o sabem certamente, pois a capacidade de mutação do vírus H5N1 ainda é imprevisível e já houve casos no leste asiático da transmissão do vírus a humanos, que morreram pouco tempo depois. Inclusive, em um dos casos, houve uma transmissão humano-humano, o que é mais preocupante para as autoridades de saúde.

O que queremos mostrar com tudo isto não é o pânico por conta do vírus, porque Jesus cura qualquer enfermidade. O que queremos alertar é que é tempo dos cristãos vigiarem e orarem a Deus sem cessar. Todos os sinais (definitivamente TODOS) estão acontecendo e o cenário para o Arrebatamento já está montado. Os próximos anos são de intensificação da batalha espiritual para livrar almas dos grilhões inimigos até o dia do Arrebatamento. E oferecer resistência ao inferno é tarefa da Igreja (Tiago 4:7).

Nota sobre o vírus H5N1, causador da gripe do frango: O H5N1 é resultado da mutação do vírus influenza, que matou milhões no início do século XX no episódio conhecido como gripe espanhola. Hoje, estão se desenvolvendo medicamentos por todo o planeta (inclusive no Brasil) para o combate ao H5N1.

Clique aqui e aprenda mais sobre este sinal do fim dos tempos.

Estude os sinais do tempo do fim, clicando aqui.

A Paz do Senhor a Todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

08/05/2007 - Chegam a 75 as mortes por gripe aviária na Indonésia

19/03/2007 - Novo foco de gripe aviária é detectado na Tailândia

22/01/2007 - Jacarta sacrifica um milhão de aves por causa da gripe aviária

22/12/2006 - Nova pandemia de gripe letal poderia matar 81 milhões

11/04/2006 - Indonésia registra novo caso de gripe aviária em humanos

22/02/2006 - Gripe aviária tem disseminação sem precedentes

08/02/2006 - Gripe aviária mata 15 mil frangos em um dia na China

02/02/2006 - Indonésia registra 15ª morte por gripe aviária

18/01/2006 - Turquia confirma mais um caso de gripe aviária

24/11/2005 - Pandemia de gripe aviária teria rápida expansão

10/11/2005 - Identificado mais um foco de gripe aviária na China

18/10/2005 - Gripe aviária será pandemia humana, afirma OMS

14/10/2005 - Gripe aviária causa apreensão internacional

11/10/2005 - Gripe aviária deixa União Européia em alerta

05/10/2005 - Sars é transmitida por morcegos, afirmam cientistas

30/09/2005 - Gripe aviária pode matar 150 milhões de pessoas, alerta a ONU

16/09/2005 - Gripe aviária faz quarta morte na Indonésia

30/08/2005 - Encefalite japonesa mata 292 pessoas na Índia

18/08/2005 - Gripe aviária: suspeita de casos em nova região da Rússia

11/07/2005 - Vacina chinesa contra Aids entra em fase de testes

04/07/2005 - Especialistas previnem sobre pandemia da gripe aviária

15/06/2005 - Vietnã registra mais sete casos de gripe aviária

07/06/2005 - Cientistas anunciam vacinas contra ebola e Marburg

26/03/2005 - Marburg chega a Luanda com 5 casos detectados, três mortos

04/03/2005 - Vacina contra gripe do frango será testada em seres humanos

25/02/2005 - Confirmados dois novos casos de gripe do frango no Vietnã  

14/02/2005 - Médicos suspeitam ter achado HIV super-resistente

04/02/2005 - Japão confirma o primeiro caso do mal da vaca louca

28/01/2005 - Gripe aviária: Vietnã confirma contaminação de mais duas pessoas

22/12/2004 - Gripe aviária: Japão confirma 1º caso de pessoa infectada com vírus

01/12/2004 - Aids na Rússia pode matar 100 mil em 1 ano, diz 'Moscow Times'

26/10/2004 - Tailândia anuncia morte de adolescente por gripe avícola

28/09/2004 - Confirmada morte por gripe aviária na Tailândia

15/09/2004 - Britânicos criam teste para gripe do frango em humanos

12/08/2004 - Vírus da gripe do frango mata 3 pessoas no Vietnã

08/07/2004 - Aids: número de infectados aumenta em todo o mundo

22/06/2004 - Médicos descobriram vírus da Sars em lágrimas

16/06/2004 - Surto de ebola mata sete no Sudão

27/05/2004 - Teste de vacina contra Sars tem resultado 'otimista'

16/02/2004 - Asiáticos fazem reunião de emergência sobre gripe avícola

26/01/2004 - Cingapura e Malásia adotam medidas contra gripe avícola

Últimas Notícias