Notícia do jornal "Folha de São Paulo" de 04 de janeiro de 2008

http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u328137.shtml

Agentes britânicos chegam ao Paquistão para investigar morte de Bhutto

Agentes da Scotland Yard (polícia britânica) especializados em combate ao terrorismo chegaram no Paquistão nesta sexta-feira para atuar nas investigações sobre o assassinato da ex-premiê e líder oposicionista paquistanesa, Benazir Bhutto, no último dia 27.

A equipe da Scotland Yard ajudará os investigadores paquistaneses nos aspectos técnicos, mas não está autorizada a promover uma caça às bruxas no país ou "criar intranqüilidade política", afirmou o ditador do Paquistão, Pervez Musharraf, nesta quinta-feira.

O partido de Bhutto, o PPP (Partido do Povo Paquistanês) sugeriu que setores do governo estariam por trás do atentado contra Bhutto, acusação rechaçada por Musharraf.

Os oficiais da Scotland Yard chegaram ao aeroporto de Islamabad na manhã desta sexta (horário local), mas recusaram-se a conversar com os repórteres.

Na última quarta-feira (2), Musharraf anunciou, em pronunciamento em cadeia nacional, que pediu ajuda do premiê britânico, Gordon Brown, nas investigações sobre o caso. O ditador tomou a decisão justamente para afastar as suspeitas que recaem sobre sua administração.

"Essa é uma situação em que talvez nós tenhamos que ir além de nós mesmos para provar ao mundo e ao povo do Paquistão que ninguém do governo ou do serviço secreto paquistanês está envolvido nisso [morte de Bhutto]", afirmou Musharraf nesta quinta.

O PPP, no entanto, considera insuficiente a participação da Scotland Yard na apuração do crime. O partido solicitou à ONU (Organização das Nações Unidas) a abertura de uma investigação internacional, nos mesmos moldes daquela que foi conduzida para desvendar o assassinato do ex-primeiro-ministro libanês Rafik Hariri.

"Não confiamos nas investigações governamentais, que podem confundir as pessoas e o nosso partido", disse à agência Efe um membro do PPP em Karachi, nesta sexta-feira.

No entanto, Estados Unidos e França manifestaram contrariedade com a idéia da instauração de investigações internacionais.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

A morte de Benazir Bhutto simplesmente impulsionou ainda mais o caos no Oriente Médio. Muitas outras vidas já foram ceifadas logo após o atentado com a onda de violência que foi detonada no Paquistão.

Pelo que entendemos, Benazir Bhutto seria alguém que restauraria a democracia no Paquistão, o que serviria muito bem de exemplo para outros países na região. Do ponto de vista da profecia bíblica, destacamos dois fatos relacionados ao atentato:

  1. Entendemos que o atentado foi um sinal claro de que o espírito do anticristo está atuando com muita ênfase na região, tentando manter o caos no sentido de preparar o caminho para o anticristo em pessoa governar o mundo a partir do Oriente Médio
  2. Foi um sinal claro de que o terrorismo ainda impera em muitos países e continua espalhando (como o próprio prefixo da palavra terrorismo diz) o terror por todo o planeta. É, sem dúvida, outra manifestação do sinal das guerras e rumores de guerras que Jesus disse em Mateus 24, no tocante aos eventos que determinam o cenário do final dos tempos.

Queremos aproveitar e pedir a vocês que orem pelo Paquistão, não só pelos cristãos paquistaneses, mas pelo povo daquela nação em geral, que precisa da intercessão urgente da Igreja de Jesus Cristo. Os principados demoníacos estão atuando de forma muito intensa na região e precisam ser bloqueados o quanto antes - a onda de violência no Oriente Médio poderá ser a maior da história.

Saiba mais sobre a trajetória de Benazir Bhutto clicando aqui

Saiba mais sobre o sinal das guerras e rumores de guerras clicando aqui

Saiba mais sobre os sinais do tempo do fim clicando aqui

A Paz do Senhor a todos!  

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

12/12/2007 - Triplo atentado no Iraque deixa ao menos 26 mortos

13/09/2007 - Explosão mata xeque sunita aliado aos EUA no Iraque

19/06/2007 - Mortos no Iraque chegam a 8.073 em 2007 com ataque de hoje

30/12/2006 - Saddam Hussein é executado na forca

13/12/2006 - Saddam será executado e enterrado em segredo, diz jornal

05/11/2006 - Saddam condenado à morte por enforcamento

01/11/2006 - Iraque está a beira do caos, afirma documento militar

26/07/2006 - Saddam pede para ser morto a tiros em caso de condenação

21/06/2006 - Advogado de Saddam é assassinado em Bagdá

06/12/2005 - Iraque adota medidas de segurança para as eleições

23/06/2005 - Atentados em série deixam 15 mortos no Iraque

25/04/2005 - EUA pressionam Iraque a formar governo; violência continua

06/04/2004 - Curdo Jalal Talabani é o novo presidente do Iraque

08/10/2004 - Bush insiste: derrubar Saddam foi "a coisa certa"

30/06/2004 - Ministro iraquiano defende execução de Saddam

30/06/2004 - Governo do Iraque assume amanhã custódia de Saddam

01/06/2004 - Conselho de Governo do Iraque se dissolve

16/12/2003 - Prisão de Saddam Hussein - por que este fato se encaixa no contexto do final dos tempos?

Últimas Notícias