Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 9 de julho de 2008

http://www.estadao.com.br/internacional/not_int202926,0.htm

Irã testa míssil que pode alcançar Israel

Após exercício militar, comandande iraniano diz que mísseis podem ser disparados a qualquer momento

Assista ao lançamento do míssil

TEERà- A Guarda Revolucionária do Irã disparou nesta quarta-feira, 9, nove mísseis de médio e longo alcance durante um exercício militar contra o que denomina "a ameaça dos Estados Unidos e de Israel". O exercício testou a nova versão do míssil de longo alcance Shahab-3, que tem capacidade para atingir Israel, afirmou a mídia estatal iraniana.

O míssil, que pode alcançar uma distância de dois mil quilômetros, foi um entre nove - entre mísseis de curto e médio alcance - a serem lançados em um local remoto no deserto. Segundo a BBC, o comandante da Força Aérea da Guarda Revolucionária Iraniana, Brig-Gen Hoseyn Salami, disse que o país está “pronto para defender a integridade da nação iraniana”. “Nossos mísseis estão prontos para serem disparados de qualquer lugar a qualquer momento, com rapidez e precisão”, acrescentou Salami. “O inimigo não deve repetir seus erros. Os alvos do inimigo estão sendo vigiados." 

Os testes acontecem um dia depois que o governo dos Estados Unidos impôs novas sanções financeiras a várias companhias e indivíduos iranianos, suspeitos de envolvimento com o programa nuclear do país. Entre os afetados pelas sanções estão um cientista do ministério da Defesa iraniano, Mohsen Fakhrizadeh-Mahabadi, e três empresas que estariam associadas à indústria de armas.

Ainda na terça-feira, um alto clérigo iraniano disse que, caso o Irã seja atacado por causa de seu programa nuclear, o país vai retaliar com um ataque a Israel e a navios americanos no Golfo Pérsico.  "O primeiro tiro americano no Irã daria início a um incêndio em interesses vitais dos Estados Unidos no mundo", disse o clérigo Ali Shirazi, que é ligado ao aiatolá Ali Khamenei, o mais importante líder religioso do Irã.

Outros comandantes iranianos já ameaçaram fechar o estreito de Hormuz, por onde escoa grande parte do petróleo que abastece vários países. Autoridades iranianas ainda disseram estar dispostas a atacar os Estados Unidos e seus aliados em todo o mundo caso o Irã seja alvo de incursões.

Os Estados Unidos e outras nações ocidentais acusam o Irã de usar seu programa nuclear como fachada para a fabricação de armas, mas o governo iraniano rejeita as acusações, dizendo que o programa tem fins pacíficos.

Resposta americana - A Casa Branca criticou o teste de mísseis realizado pelo Irã nesta quarta-feira e pediu para que a República Islâmica abandone seu programa de mísseis balísticos imediatamente. "O desenvolvimento de mísseis balísticos pelo Irã é uma violação à resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas e completamente inconsistente com as obrigações iranianas frente ao mundo", disse o porta-voz da Casa Branca, Gordon Johndroe.

Na Bulgária, a secretária do Estado dos EUA, Condoleezza Rice, afirmou que o teste prova que a ameaça representada pelo Irã não é imaginária. "É uma evidência de que a ameaça causada pelos mísseis não é imaginária", disse Rice em entrevista durante sua visita à Bulgária.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações) 

O Oriente Médio está em estado de alerta. Mais do que nunca, chegou o tempo dos cristãos intercederem pela paz em Jerusalém, pela reconciliação entre árabes e judeus. Os próximos dias serão decisivos. É claro que, em caso de ataque, o Irã tem todo o direito de defender-se, mas o que queremos abordar aqui é o aspecto profético acerca do que a Bíblia diz sobre a relação Irã-Israel.

Os mísseis de longo alcance comprovam ainda mais que existe uma aceleração da formação da aliança anti-semita descrita em Ezequiel 38.

Sem dúvida, a posição anti-semita demonstrada pelo presidente iraniano nos últimos anos agrava a situação, devido às suas declarações polêmicas a respeito do Estado judeu, o que acelera a formação da aliança inimiga de Israel no fim dos tempos, descrita em Ezequiel 38. Outro ponto fundamental é que a Rússia demonstra total apoio ao desenvolvimento nuclear iraniano (veja as notícias anteriores).

Por isto, é extremamente importante que entendamos o que está ocorrendo no Oriente Médio. Muitos ficam do lado dos judeus, outros dos palestinos nesta hora. Na realidade, a questão é bem mais profunda do que isto.

Como a Bíblia não especifica se Ezequiel 38 será cumprido antes ou depois do Arrebatamento, não sabemos se um possível contra-ataque a Israel agora seria já o cumprimento da profecia, mas seja isto ou não, o fato é que devemos orar urgentemente pela paz em Jerusalém.

Sugerimos que vocês leiam as declarações polêmicas do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad clicando aqui. Além desse fato, todo posicionamento anti-semita (temos o exemplo de Hitler durante o Terceiro Reich e a 2ª. Guerra Mundial) é uma das estratégias do espírito do anticristopara o final dos tempos. O clima no Oriente Médio é de extrema hostilidade, e  a Igreja de Jesus Cristo na terra não pode ignorar o fato.

O profeta Ezequiel escreve acerca de uma aliança inimiga em Ezequiel 38 que tentará invadir Israel no final dos tempos. Ezequiel 38:2-6 diz o seguinte:

"Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele. E dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e de Tubal. E te farei voltar, e porei anzóis nos teus queixos, e te levarei a ti, com todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos vestidos com primor, grande multidão, com escudo e rodela, manejando todos a espada. Persas, etíopes, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete Gômer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo."

Segundo os historiadores, estes povos correpondem a:

Gogue e Magogue: Rússia
Persas: Países Árabes (inclusive o Irã)
Etíopes ou Cuxe: Etiópia
Pute: Líbia
Gômer e Togarma: Turquia e Irã, pois estes povos correspondem aos territórios destes destes dois atuais países

Fiquemos atentos, porque a Bíblia não especifica se a profecia de Ezequiel 38 terá lugar antes ou depois do Arrebatamento. Isso significa, sem sombras de dúvida, de que o Arrebatamento está na iminência de ocorrer.

Nota: Queremos deixar claro que não temos nada contra o povo iraniano ou qualquer outro povo de origem árabe ou russa. Os acontecimentos aqui citados dizem respeito a governos, líderes, manobras políticas vindas de governantes, e não ao povo em geral. Nosso papel é alertar a respeito do cumprimento das profecias bíblicas que antecedem o Arrebatamento, a Tribulaçãoe o Aparecimento Glorioso de Cristo.

Clique aqui e aprenda mais sobre este sinal do fim dos tempos.

Estude os sinais do tempo do fim, clicando aqui.

Assista a reportagens sobre Israel e o Oriente Médio clicando aqui.

Uma observação importante: orar pela paz em Jerusalém não significa ser a favor ddos judeus e contra os árabes, como muitos deduzem e acabam, por fim, discriminando os árabes. Nossa luta não é contra as pessoas (Efésios 6:12). Lembrem-se que Ismael e Isaque pertencem à mesma semente de Abraão. E Deus promete reconciliar os povos novamente no final dos tempos, durante o Reino Milenar de Cristo, conforme Isaías 19:19-25:

"Naquele tempo o Senhor terá um altar no meio da terra do Egito, e uma coluna se erigirá ao Senhor, junto da sua fronteira. E servirá de sinal e de testemunho ao Senhor dos Exércitos na terra do Egito, porque ao Senhor clamarão por causa dos opressores, e ele lhes enviará um salvador e um protetor, que os livrará. E o Senhor se dará a conhecer ao Egito, e os egípcios conhecerão ao Senhor naquele dia, e o adorarão com sacrifícios e ofertas, e farão votos ao Senhor, e os cumprirão. E ferirá o Senhor ao Egito, ferirá e o curará; e converter-se-ão ao Senhor, e mover-se-á às suas orações, e os curará; 23 Naquele dia haverá estrada do Egito até à Assíria, e os assírios virão ao Egito, e os egípcios irão à Assíria; e os egípcios servirão com os assírios. Naquele dia Israel será o terceiro com os egípcios e os assírios, uma bênção no meio da terra. Porque o Senhor dos Exércitos os abençoará, dizendo: Bendito seja o Egito, meu povo, e a Assíria, obra de minhas mãos, e Israel, minha herança."

Vocês podem até pensar: "Mas se Deus já vai fazer isso mesmo, porque preciso orar pela paz de Jerusalém?". A resposta é que a intercessão muda a história, e a intercessão nesse sentido poderá muito bem acelerar a volta de Cristo e o cumprimento dessa profecia de reconciliação entre árabes e judeus! Houve muita intercessão (desde 1814) antes de se fundar oEstado de Israel em 1948- o processo foi acelerado - o Estado de Israel é uma realidade! E será assim também se intercedermos pelo Oriente Médio, porque Deus nunca muda e Ele cumpre Sua Palavra!

Estude os sinais do tempo do fim, clicando aqui.

A Paz do Senhor a Todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

22/06/2008 - Irã dará resposta 'devastadora' a qualquer ataque, diz ministro

02/06/2008 - Presidente do Irã diz que Israel vai 'desaparecer do mapa'

14/05/2008 - Ahmadinejad diz que Israel está perto da 'aniquilação'

08/05/2008 - Israel inicia comemorações dos 60 anos de sua fundação

28/03/2008 - Israel quer retomar negociações de paz com Síria, diz ministro

18/03/2008 - Alemães sentem "vergonha" pelo Holocausto, diz Merkel em Israel

25/02/2008 - Ato contra bloqueio de Israel em Gaza forma corrente humana

30/01/2008 - Irã aproxima-se de auge nuclear, diz Ahmadinejad

17/01/2008 - Oriente Médio está prestes 'a explodir' contra Israel, diz Irã

14/01/2008 - Israel considera 'todas as opções' para impedir um Irã nuclear

09/01/2008 - Bush chega a Israel para visita histórica à região

04/12/2007 - Israel acredita que Irã retomou programa nuclear de armas

26/11/2007 - Veja as questões centrais do conflito israelense-palestino

06/11/2007 - Israel define Conferência da Paz para final de novembro

24/09/2007 - Irã não atacará Israel nem qualquer outro país, diz presidente

06/09/2007 - Irã diz ter fechado acordo sobre usina nuclear; Rússia nega

23/05/2007 - Irã desafia ONU e intensifica programa nuclear, diz AIEA

18/04/2007 - Ahmadinejad ameaça 'cortar as mãos' de agressores do Irã

25/01/2007 - Irã admite ter recebido mísseis de proteção aérea da Rússia

11/12/2006 - Presidente diz que Irã chegará ao topo da tecnologia nuclear

20/10/2006 - "Israel foi criado para engolir a região", diz Ahmadinejad

25/09/2006 - Vice-presidente do Irã viaja à Rússia para assinar acordo nuclear

23/08/2006 - Resposta "complexa" do Irã pode causar racha no Conselho de Segurança

03/08/2006 - Presidente do Irã diz que solução do Oriente Médio é fim de Israel

01/08/2006 - Irã rejeita resolução da ONU sobre urânio

02/05/2006 - Irã anuncia novo processo nuclear e ameaça Israel

24/04/2006 - Irã considera retirada de Tratado de Não-proliferação Nuclear

12/04/2006 - EUA querem "fortes medidas" contra o Irã

15/03/2006 - Irã anuncia acordo com a Rússia para encerrar polêmica nuclear

20/02/2006 - Irã e Rússia iniciam negociações sobre programa nuclear

11/01/2006 - EUA e Europa criticam retomada de programa nuclear do Irã

14/12/2005 - Presidente iraniano diz que Holocausto é um mito

17/11/2005 - Irã reconhece que satélite é capaz de espionar Israel

27/10/2005 - Presidente do Irã diz que Israel é "mancha vergonhosa"

27/04/2005 - Vladimir Putin chega a Israel em visita histórica

24/03/2005 - Kadafi ridiculariza israelenses e palestinos em cúpula árabe

01/03/2005 - Rússia se diz obrigada a ajudar programa nuclear iraniano

18/02/2004 - Putin promete mais e melhores armas para a Rússia

19/12/2003 - Kadafi promete abandonar armas proibidas, diz Blair

Últimas Notícias