Notícia do jornal "Folha de São Paulo" de 10 de setembro de 2008

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u443261.shtml

Cientistas testam com sucesso máquina que tenta reproduzir o Big Bang

Quase 9.000 cientistas se reuniram nesta quarta-feira na fronteira entre a Suíça e a França para realizar o primeiro teste com o LHC (Grande Colisor de Hádrons), a máquina mais poderosa do mundo que tentará reproduzir o Big Bang, a explosão que deu origem ao Universo.

O teste realizado consistiu em atirar o primeiro feixe de prótons em um gigantesco túnel circular de pouco mais de 27 quilômetros de comprimento para observar a colisão das partículas e seus resultados. O equipamento tem como objetivo revolucionar a forma como enxergamos o Universo hoje.

Colocados no acelerador, os prótons deram uma volta completa no enorme túnel. O êxito do primeiro teste foi muito comemorado pelas dezenas de cientistas presentes na sala de controle do organismo, que aguardavam com expectativa o resultado.

"Tenho certeza de que funcionará", disse o diretor-geral do Cern, Robert Aymar, minutos antes do início do teste, em um ambiente ainda cheio de expectativa.

O diretor do projeto LHC, Lyn Evans, tinha anunciado antes que não era possível saber quanto tempo o feixe demoraria para colidir, o que ocorreu em pouco mais de 50 minutos.

Miniburaco negro - Uma grande apreensão tomou conta dos momentos iniciais antes do primeiro teste, conduzido por Evans. O grande temor por trás das pesquisas com o LHC são as notícias de que o experimento de colisões de hádrons (partículas como prótons e nêutrons) pela máquina poderia criar um "miniburaco negro" que engoliria a Terra.

"É irreal. Isso não faz sentido", disse James Gillies, o porta-voz do Cern (Organização Européia para Pesquisa Nuclear), organização responsável pelo LHC.

Por meio de testes com choques de prótons e nêutrons, os pesquisadores querem saber logo que segredos do Universo serão desvendados pelo aparelho, desde a origem da massa até a estrutura da matéria escura.

Situado sob a fronteira entre Suíça e França, a uma profundidade até 120 metros, o enorme colisor de partículas é constituído por 60 mil computadores e custou mais de US$ 10 bilhões.

Em entrevista à imprensa internacional, Gillies afirmou que o mais perigoso incidente que poderia ocorrer com o LHC é o equipamento se quebrar e acabar soterrado sob a Europa. Além disso, ele declarou que no estágio inicial o colisor só funcionará parcialmente, sendo que o potencial máximo do LHC só deverá ser alcançado após um ano.

"Nesta quarta-feira nós começaremos com pouco", disse. "O que nós estamos colocando para funcionar é uma pequena parcela de feixes a baixa intensidade. Isso nos dará experiência para conhecer melhor a máquina."

Somente depois do primeiro teste será possível saber se o maior acelerador de partículas do mundo funciona corretamente, mas os primeiros impactos das partículas não serão produzidos durante alguns meses. Só após esse tempo será iniciada a obtenção de dados.

Construção - A realização do LHC foi algo tão complexo quanto as experiências que devem ser feitas nele. "Primeiro, foi necessário construir a máquina no túnel, algo que começamos a fazer há muitos anos, e depois tivemos de aprender a resfriá-la", explicou o engenheiro espanhol Antonio Vergara Fernández.

"São quase 28 quilômetros de acelerador que precisaram ser resfriados a -271°C", afirma. "Isso começou a ser feito há quase um ano e meio, depois tivemos de conseguir acender a máquina e ver que todos os sistemas funcionavam, mas sem introduzir nenhuma partícula no acelerador."

Esse processo para verificar se a máquina estava pronta para receber os prótons "durou cerca de dois anos". O passo seguinte consistiu em preparar o feixe de prótons do mecanismo, para que entrassem no acelerador e pudessem colidir com outras partículas no túnel.

Está previsto para que o primeiro feixe de prótons comece a circular no acelerador no começo da manhã desta quarta. O objetivo do primeiro dia de funcionamento do LHC é conseguir que os prótons dêem uma volta em todo o anel gigante.

"No início, não conseguiremos. É um processo muito complexo", disse Vergara. "São 28 quilômetros e haverá defeitos que corrigiremos pelo caminho. Faremos o primeiro disparo, os prótons entrarão, se perderão, mas conseguiremos ver onde e como se perderam, e faremos as remodelações necessárias do controle central para depois voltarmos a tentar."

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

Ao comentar esta notícia, não é nossa intenção dar vazão à teoria do Big Bang, que tanto causou polêmicas ao longo da guerra ciência versus religião. Temos muito bem definido que Deus é quem criou o mundo. A intenção é somente salientar que esta notícia é mais um exemplo de que os séculos XX e XXI têm sido marcados pelo grande aumento da ciência e tecnologia, sinal que antecede a segunda vinda de Cristo, conforme Daniel 12:4:

"E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará." (SBTB)

O LHC é considerado a máquina mais moderna construída pelo ser humano até hoje e este experimento seria o maior da Física em todos os tempos. Apenas pedimos a vocês que orem para que as experiências sejam seguras e atinjam os seus objetivos. O experimento, segundo alguns especialistas, seria arriscado e poderia produzir miniburacos negros que poderiam sugar tudo ao redor. Parece que os estudos indicaram que seria impossível que tal evento ocorresse. Mas, sabemos que máquinas não são perfeitas e são sujeitas a problemas. Não somos contra a tecnologia, desde que usada para fins pacíficos e para o bem da humanidade. Infelizmente, o ser humano usa da tecnologia para fins bélicos, o que realmente é deprimente.

Este é mais um sinal de que a segunda vinda de Cristo está muito próxima. Estude mais sobre a tecnologia e o fim dos tempos clicando aqui.

Estude sobre os sinais do tempo do fim clicando aqui.

A Paz do Senhor a todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

23/02/2007 - Hitachi apresenta chip do tamanho de um grão de areia

28/03/2006 - Boate instala chip em baladeiros na Espanha

03/03/2006 - Empresa dos EUA inicia o uso de chips de identificação no corpo de seus funcionários

12/07/2005 - Japoneses gravam dados em unhas

03/03/2005 - Chips serão cada vez menores

17/11/2004 - Avião da Nasa atinge 10 vezes a velocidade do som

20/09/2004 - Nasa prevê missão tripulada a Marte em 20-30 anos

06/08/2004 - Equipe canadense anuncia lançamento ao espaço para outubro

26/07/2004 - Stephen Hawking descarta buraco negro como portal para outros universos

01/07/2004 - Célula-tronco humana reverte Parkinson em ratos

17/06/2004 - Empresa brasileira lança biomembrana inédita

11/06/2004 - Spirit acha alta concentração de sal em Marte

24/05/2004 - 'Nariz eletrônico' pode diagnosticar infecções

04/05/2004 - Britânicos querem criar dentes a partir de células-tronco

08/02/2004 - Bayer Seeds quer produzir sementes transgênicas no País

27/01/2004 - Opportunity fotografa base rochosa do solo marciano

Últimas Notícias

1