Notícia do Jornal "O Estado de São Paulo" de 14 de fevereiro de 2009

http://www.estadao.com.br/noticias/economia,congresso-americano-aprova-pacote-economico-de-obama,323825,0.htm

Congresso americano aprova pacote econômico de Obama

Senado e Câmara passam plano de US$ 787 bilhões; projeto agora deve ser sancionado pelo presidente

WASHINGTON - O Senado dos Estados Unidos aprovou na madrugada deste sábado, 14, o pacote de US$ 787 bilhões de estímulo à economia proposto pelo presidente Barack Obama. O plano agora deve ser enviado à Casa Branca para ser sancionado pelo presidente. A aprovação do pacote no Senado aconteceu poucas horas depois de o plano também ter passado pela Câmara dos Representantes, sem nenhum apoio de deputados do Partido Republicano.

No Senado, o plano de recuperação econômica foi aprovado por 60 votos a 38, com o apoio de apenas três senadores republicanos. Mesmo com a pouca adesão dos oposicionistas, os três votos foram o suficiente para evitar que os republicanos usassem a tática de obstruir a votação, o que poderia adiar ainda mais sua aprovação.

Os membros das duas casas haviam chegado a um acordo sobre o teor da legislação na última quarta-feira, após o Senado ter aprovado um plano que tinha diferenças com o que havia passado pela Câmara dias antes. O presidente Barack Obama, que deve assinar a legislação em uma cerimônia na próxima segunda-feira, afirmou que o pacote - que inclui cortes de impostos, gastos governamentais e projetos em educação, saúde e tecnologia - pode criar ou manter cerca de 3,5 milhões de empregos.

"Nós temos uma oportunidade única de transformar a adversidade em oportunidade e usar a crise para transformar nossa economia para o século 21. Estes são os objetivos principais do pacote que enviei ao Congresso", afirmou o presidente antes que a legislação fosse aprovada.

Os parlamentares republicanos das duas casas, no entanto, alegam que o plano de Obama traz cortes insuficientes de impostos e pode jogar a economia do país em dívidas.  Todos os 176 republicanos da Câmara dos Representantes votaram contra o projeto, assim como sete deputados democratas.

Antes que o projeto fosse aprovado pela Câmara nesta sexta-feira, o deputado republicano Mike Pence afirmou que "a única coisa que o pacote de estímulo democrata fará é estimular uma maior presença do governo e mais dívidas". Já o deputado democrata Steny Hoyer afirmou que "milhões de pessoas que perderam o emprego e que não conseguem comprar comida para suas famílias serão auxiliadas pela legislação".

Comentário: (clique sobre os textos em destaque par a mais informações)

Empresas multinacionais de grande porte e de várias áreas já foram afetadas diretamente por esta crise, considerada por alguns especialistas como a pior desde a crise de 1929. Empresas como Panasonic, Sony, Microsoft, Kodak e outras já realizaram demissões em massa, devido a prejuízos financeiros quase que sem precedentes.

Mesmo os EUA, considerados a maior potência econômica mundial, foi seriamente afetado por esta crise. A economia mundial em crise é um dos sinais do final dos tempos, que lentamente e gradativamente atingirá o clímax quando o anticristo implantar a marca da besta, consolidando e controlando a economia mundial.

Hoje, a economia já trabalha com base em blocos únicos. Um exemplo é reflexo diário das bolsas mundiais às mudanças na economia americana. Portanto, as economias nacionais estão literalmente operando interligadas.

É tempo de vigiarmos pois tais indícios mostram que a Volta de Jesus não está longe de ocorrer, embora não saibamos nem o dia e nem a hora (Mateus 24:36). Somente Deus Pai o sabe.

Estude mais sobre o fator da economia em crise como sinal do final dos tempos, clicando aqui.

Estude os sinais do fim dos tempos clicando aqui.

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

23/01/2009 - PIB britânico cai 1,5% e país tem primeira recessão desde 1991

29/09/2008 - Câmara dos EUA veta pacote de ajuda e Bovespa pára

25/09/2008 - Bush diz que economia toda está em perigo e chama candidatos

19/03/2008 - Bolsas européias caem, com ações de bancos, um dia após corte do Fed

10/03/2008 - Petróleo atinge US$ 107 e marca novo recorde em NY

22/01/2008 - Bolsas européias tornam a cair afetadas com temor sobre economia dos EUA

16/01/2008 - Ações da Ásia têm forte queda por medo de recessão nos EUA

24/08/2007 - Sudeste asiático planeja mercado comum para 2015

13/08/2007 - Banco do Japão injeta US$ 5 bilhões no mercado

26/04/2007 - Criação de moeda única não ocorre 'da noite para o dia'

29/11/2006 - Encontro entre Lula e Khadafi é cancelado

07/11/2006 - Projeto de lei no Senado prevê controle da Web brasileira

31/10/2005 - ONU exige que EUA deixem controle da internet

26/10/2005 - EUA lutam para manter o controle sobre os domínios da web

01/10/2005 - EUA rejeitam deixar controle da internet para ONU

14/09/2005 - ONU sedia a maior cúpula mundial de todos os tempos

29/07/2005 - G-4 aguarda aval africano à proposta de reforma na ONU

11/07/2005 - ONU discute a expansão do Conselho de Segurança

04/06/2005 - Países neutros mediarão reforma no Conselho de Segurança

02/06/2005 - China declara "perigosa" ampliação do Conselho da ONU

Últimas Notícias