Notícia do jornal "O Estado de São Paulo" de 3 de março de 2009

http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,em-israel-hillary-promete-lutar-por-um-estado-palestino,332539,0.htm

Em Israel, Hillary promete lutar por um Estado palestino

Netanyahu, provável futuro premiê, não dá sinais de que apoiará a criação de um país independente

JERUSALÉM - A secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, prometeu na terça-feira pressionar pela criação de um Estado palestino, colocando Washington em uma possível rota de colisão com o primeiro-ministro indicado de Israel, Benjamin Netanyahu. Netanyahu, com quem Hillary deve se encontrar mais tarde durante o dia, tem falado de um governo palestino, mas não dá sinais de que apoiará a criação de um Estado palestino ao lado de Israel como solução para o conflito.

Em conversas em Jerusalém após comparecer a uma conferência de doadores no Egito para a reconstrução da Faixa de Gaza, Hillary reafirmou a visão do governo de Barack Obama sobre a paz entre israelenses e palestinos.

"Durante a conferência, eu enfatizei o compromisso do presidente Obama e meu de trabalhar para chegar a uma solução de dois Estados para o conflito entre Israel e os palestinos e nosso apoio à Autoridade Palestina", disse ela, após encontrar-se com o presidente Shimon Peres.

Netanyahu, que muitas vezes opôs-se ao governo dos EUA na administração Bill Clinton, marido de Hillary, foi indicado por Peres para formar um governo após as eleições parlamentares de fevereiro.

Ele tem assentos suficientes para formar um governo de direita, mas tem tentado, sem sucesso até o momento, unir uma coalizão mais ao centro, o que poderia reduzir os atritos com os Estados Unidos.

"É uma gama de assuntos muito difícil e complexa", disse Hillary, sobre os esforços de paz na região antes de sua chegada a Jerusalém, na segunda-feira à noite.

Falando a jornalistas depois do encontro com Peres, Hillary expressou um "inflexível compromisso com a segurança de Israel" e disse que os contínuos ataques com foguetes vindos da Faixa de Gaza têm que parar.

No Egito, na segunda-feira, ela tentou mostrar um forte apoio financeiro ao presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e prometeu 900 milhões de dólares em ajuda dos EUA.

Na conferência, ela manteve o discurso linha dura de Washington contra o Hamas ao dizer que o dinheiro não deveria chegar às mãos do grupo islâmico, que hoje governa a Faixa de Gaza. Hillary afirmou que o Hamas precisa reconhecer Israel, renunciar à violência e assinar acordos anteriores feitos entre a Palestina e Israel se quiser sair do isolamento.

Na quarta-feira, Hillary visita a Cisjordânia para ver Abbas e o primeiro-ministro Salam Fayyad.  Em uma mudança no estilo de diplomacia mais formal de sua antecessora, Condoleezza Rice, Hillary planeja falar a estudantes em uma escola local.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

Após o choque entre Israel e Hamas em Gaza, a política americana sinaliza o apoio a um Estado Palestino para que os conflitos na região cessem, como tentativa de paz. O que sabemos é que o anticristo fará um falso acordo de paz com Israel por sete anos, conforme Daniel 9:27, dando início ao período de Tribulação. Portanto, é muito provável que as lideranças políticas mundiais já estejam fazendo as manobras necessárias para que o anticristo apareça em breve no cenário político mundial. Não há nada de errado em se tentar criar um Estado Palestino, desde que a existência de Israel continue garantida.

Como cristãos, é importante termos em mente que o Estado de Israel foi uma promessa do Senhor, que a cumpriu conforme Ezequiel 37, mesmo que o Hamas nunca aceite a existência da nação israelense. O povo judeu continua sendo o povo da aliança de Deus e nós somos enxertados na mesma aliança conforme Romanos 11. Outra ponto fundamental: tanto o povo judeu como o povo árabe tem o mesmo pai: Abraão. Por isso, Deus faz a promessa da reconciliação entre árabes e judeus, conforme Isaías 19:19-25 (leia o final deste comentário).

Algumas pessoas já nos perguntaram se Barack Obama seria o anticristo, devido ao carisma excessivo que ele vem recebendo. Com certeza esse carisma todo assusta e é uma amostra de quando o anticristo assumir o governo mundial futuramente. Alguns noticiários brasileiros já narravam as reportagens da posse presidencial referindo-se a Obama como "o salvador do mundo". No entanto, o fato é que não sabemos quem será o anticristo. E por isso, não podemos levianamente fazer tal afirmação acerca de Obama - seria mera especulação e apenas provocaria polêmicas desnecessárias. Preferimos nos apoiar na Palavra Profética da Bíblia para acompanhar os fatos atuais. Se Obama será ou não o anticristo, os fatos confirmarão, e Deus seguramente avisará os que verdadeiramente O buscam em espírito. Deus sempre avisa antes quando algum alerta vermelho ocorrer. Um exemplo, dentre outros na Bíblia, está em Apocalipse 18:4, quando Deus avisa o Seu Povo para sair da Babilônia reconstruída (a morada do anticristo) porque vai destruí-la definitivamente. Deus preserva o Seu Povo. Temos que ter ouvido para ouvir o que o Espírito diz às Igrejas no fim dos tempos.

O que sabemos, e é fato já publicado na mídia, é que Obama, em seu segundo dia de mandato, revogou uma lei de George W. Bush que restringia financiamentos a grupos que prestam serviços ou aconselhamento para a realização de abortos no exterior. Quando o direito de matar uma vida, que ainda nem sequer veio ao mundo, torna-se legalizado, o que podemos sim afirmar é que essas atitudes fazem parte da estrutura do sistema político do espírito do anticristo, que é quem prepara a chegada do anticristo em pessoa. Por isso, toda vez que há mudança política mundial, temos que prestar muita atenção nos noticiários e sempre estarmos conectados no espírito com o Senhor, para recebermos revelação Dele acerca do que devemos orar e interceder.

Continuem intercedendo pela paz em Jerusalém, pela reconciliação entre árabes e judeus. Nenhuma das partes está correta: nem Israel, com as ofensivas brutais, nem a Palestina, por permitir as ações dos militantes do Hamas.

Como cristãos, não podemos permanecer alheios à situação, mas sim temos que entender a mecânica dos acontecimentos no Oriente Médio. Muitos ficam invariavelmente do lado dos judeus, outros dos palestinos nesta hora. Na realidade, a questão é bem mais profunda do que isto.

Estude os sinais do tempo do fim, clicando aqui.

Assista a reportagens sobre Israel e o Oriente Médio clicando aqui.

Uma observação importante: orar pela paz em Jerusalém não significa ser a favor ddos judeus e contra os árabes, como muitos deduzem e acabam, por fim, discriminando os árabes. Nossa luta não é contra as pessoas (Efésios 6:12). Lembrem-se que Ismael e Isaque pertencem à mesma semente de Abraão. E Deus promete reconciliar os povos novamente no final dos tempos, durante o Reino Milenar de Cristo, conforme Isaías 19:19-25:

"Naquele tempo o Senhor terá um altar no meio da terra do Egito, e uma coluna se erigirá ao Senhor, junto da sua fronteira. E servirá de sinal e de testemunho ao Senhor dos Exércitos na terra do Egito, porque ao Senhor clamarão por causa dos opressores, e ele lhes enviará um salvador e um protetor, que os livrará. E o Senhor se dará a conhecer ao Egito, e os egípcios conhecerão ao Senhor naquele dia, e o adorarão com sacrifícios e ofertas, e farão votos ao Senhor, e os cumprirão. E ferirá o Senhor ao Egito, ferirá e o curará; e converter-se-ão ao Senhor, e mover-se-á às suas orações, e os curará; 23 Naquele dia haverá estrada do Egito até à Assíria, e os assírios virão ao Egito, e os egípcios irão à Assíria; e os egípcios servirão com os assírios. Naquele dia Israel será o terceiro com os egípcios e os assírios, uma bênção no meio da terra. Porque o Senhor dos Exércitos os abençoará, dizendo: Bendito seja o Egito, meu povo, e a Assíria, obra de minhas mãos, e Israel, minha herança."

Vocês podem até pensar: "Mas se Deus já vai fazer isso mesmo, porque preciso orar pela paz de Jerusalém?". A resposta é que a intercessão muda a história, e a intercessão nesse sentido poderá muito bem acelerar a volta de Cristo e o cumprimento dessa profecia de reconciliação entre árabes e judeus! Houve muita intercessão (desde 1814) antes de se fundar o Estado de Israel em 1948- o processo foi acelerado - o Estado de Israel é uma realidade! E será assim também se intercedermos pelo Oriente Médio, porque Deus nunca muda e Ele cumpre Sua Palavra!

Estude os sinais do tempo do fim, clicando aqui.

A Paz do Senhor a Todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

02/02/2009 - Hamas é favorável à trégua de 1 ano com Israel

18/01/2009 - Exército israelense diz que iniciou retirada da Faixa de Gaza

05/01/2009 - Exército israelense avança sobre Gaza, mas não impede ataque de foguetes do Hamas

28/12/2008 - Israel ataca e número de mortos em Gaza sobe para 271

20/10/2008 - Kadafi visitará Moscou para negociar US$ 2 bilhões em armas

01/10/2008 - Líder do Irã diz que Israel caminha rumo à destruição

26/09/2008 - Israel 'pediu sinal verde aos EUA para atacar Irã', diz jornal

09/07/2008 - Irã testa míssil que pode alcançar Israel

22/06/2008 - Irã dará resposta 'devastadora' a qualquer ataque, diz ministro

02/06/2008 - Presidente do Irã diz que Israel vai 'desaparecer do mapa'

14/05/2008 - Ahmadinejad diz que Israel está perto da 'aniquilação'

08/05/2008 - Israel inicia comemorações dos 60 anos de sua fundação

28/03/2008 - Israel quer retomar negociações de paz com Síria, diz ministro

18/03/2008 - Alemães sentem "vergonha" pelo Holocausto, diz Merkel em Israel

25/02/2008 - Ato contra bloqueio de Israel em Gaza forma corrente humana

30/01/2008 - Irã aproxima-se de auge nuclear, diz Ahmadinejad

17/01/2008 - Oriente Médio está prestes 'a explodir' contra Israel, diz Irã

14/01/2008 - Israel considera 'todas as opções' para impedir um Irã nuclear

09/01/2008 - Bush chega a Israel para visita histórica à região

04/12/2007 - Israel acredita que Irã retomou programa nuclear de armas

26/11/2007 - Veja as questões centrais do conflito israelense-palestino

06/11/2007 - Israel define Conferência da Paz para final de novembro

24/09/2007 - Irã não atacará Israel nem qualquer outro país, diz presidente

06/09/2007 - Irã diz ter fechado acordo sobre usina nuclear; Rússia nega

23/05/2007 - Irã desafia ONU e intensifica programa nuclear, diz AIEA

18/04/2007 - Ahmadinejad ameaça 'cortar as mãos' de agressores do Irã

25/01/2007 - Irã admite ter recebido mísseis de proteção aérea da Rússia

11/12/2006 - Presidente diz que Irã chegará ao topo da tecnologia nuclear

20/10/2006 - "Israel foi criado para engolir a região", diz Ahmadinejad

25/09/2006 - Vice-presidente do Irã viaja à Rússia para assinar acordo nuclear

23/08/2006 - Resposta "complexa" do Irã pode causar racha no Conselho de Segurança

03/08/2006 - Presidente do Irã diz que solução do Oriente Médio é fim de Israel

01/08/2006 - Irã rejeita resolução da ONU sobre urânio

02/05/2006 - Irã anuncia novo processo nuclear e ameaça Israel

24/04/2006 - Irã considera retirada de Tratado de Não-proliferação Nuclear

12/04/2006 - EUA querem "fortes medidas" contra o Irã

15/03/2006 - Irã anuncia acordo com a Rússia para encerrar polêmica nuclear

20/02/2006 - Irã e Rússia iniciam negociações sobre programa nuclear

11/01/2006 - EUA e Europa criticam retomada de programa nuclear do Irã

14/12/2005 - Presidente iraniano diz que Holocausto é um mito

17/11/2005 - Irã reconhece que satélite é capaz de espionar Israel

27/10/2005 - Presidente do Irã diz que Israel é "mancha vergonhosa"

27/04/2005 - Vladimir Putin chega a Israel em visita histórica

24/03/2005 - Kadafi ridiculariza israelenses e palestinos em cúpula árabe

01/03/2005 - Rússia se diz obrigada a ajudar programa nuclear iraniano

18/02/2004 - Putin promete mais e melhores armas para a Rússia

19/12/2003 - Kadafi promete abandonar armas proibidas, diz Blair

Últimas Notícias