Notícia do jornal "Folha de São Paulo" de 7 de fevereiro de 2010

Assista ao vídeo desta notícia

Ahmadinejad anuncia que ordenou começo do enriquecimento de urânio

IrãO presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, anunciou neste domingo que ordenou ao Organismo da Energia Atômica que inicie o processo de enriquecimento de urânio a 20%.

Em discurso transmitido pela televisão estatal, o presidente afirmou que essa ordem não significa que seu país tenha renunciado à negociação sobre suas instalações nucleares.

"Iniciem o enriquecimento do urânio a 20%, enquanto nós estamos dispostos a negociar para a troca de combustível nuclear", disse o líder ao presidente do citado organismo, Ali Akbar Salehi, presente no ato.

Ahamdinejad se referiu ao prazo de dois meses dado pelo Irã ao Ocidente para resolver a queda-de-braço nuclear e reiterou que seu país "está disposto a dialogar sobre a troca de combustível nuclear".

"Nós começamos (o enriquecimento), embora o caminho da negociação continue aberto", destacou.

Além disso, ele revelou que os cientistas iranianos conseguiram desenvolver uma tecnologia que permite enriquecer o urânio através da técnica laser.

"O laser permite separar os átomos, o que significa que pode servir para enriquecer o urânio com o grau que um queira... Mas por enquanto não pensamos utilizar este método de enriquecimento", explicou.

"Para enriquecer o urânio temos centrífugas que, se Deus quiser, poderemos utilizar para enriquecer 20% e ser autossuficientes", detalhou.

Queda de braço - As declarações do presidente abrem um novo capítulo na inflamada queda de braço que o Irã mantém com grande parte da comunidade internacional por causa das suspeitas levantadas por seu programa nuclear.

Países como Estados Unidos, Israel, França, Alemanha e Reino Unido acusam o regime iraniano de esconder, sob seu esforço atômico civil, um projeto de natureza clandestina e aplicações bélicas cujo objetivo seria a aquisição de um arsenal nuclear, alegação que o Irã rejeita.

O conflito se agravou no final do ano passado depois que Teerã rejeitou uma proposta de Washington, Paris e Moscou para enviar seu urânio a 3,5% ao exterior e recuperá-lo tempo depois enriquecido a 20%, nas condições necessárias para manter operacional seu reator nuclear civil na capital.

Em uma aparente mudança de postura, Ahmadinejad assegurou na terça-feira passada que seu país não tem problema algum em enviar o urânio ao exterior.

A declaração conseguiu abrir de novo a brecha entre as grandes potências, e em particular entre Washington e Pequim, que mantêm posturas divergentes sobre a polêmica.

Os EUA pressionava há meses para conseguir que todos os membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas respaldem um endurecimento das sanções políticas e econômicas ao regime dos aiatolás.

Nesta mesma semana, o Departamento de Estado americano pediu ao Irã para deixar de lado a incerteza e dar uma resposta definitiva e precisa à questão.

A China assinalou que as palavras de Ahmadinejad significam que ainda existem possibilidades de conseguir uma saída diplomática à crise.

No entanto, parece que o presidente iraniano aposta no discurso mais duro. "Utilizam a tecnologia para subjugar os povos. Acreditam que a ciência é monopólio seu", acrescentou na segunda-feira.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

Ahmadinejad simplesmente ignora a ONU e a pressão mundial, e segue adiante com o seu plano de enriquecimento de urânio, sempre com base na alegação de que a geração de energia teria fins pacíficos. Até aí, não haveria problema algum, se não fosse pelas declarações polêmicas de Ahmadinejad acerca de Israel e seu posicionamento hostil em relação ao Estado judeu. É isso que faz com que a comunidade internacional preste muita atenção a cada movimento do que ocorre no Irã.

Esse cenário contribui largamente para a aceleração da formação de uma aliança antissemita descrita e profetizada em Ezequiel 38. O profeta Ezequiel escreve acerca de uma aliança inimiga em Ezequiel 38 que tentará invadir Israel no final dos tempos. Ezequiel 38:2-6 diz o seguinte:

"Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele. E dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e de Tubal. E te farei voltar, e porei anzóis nos teus queixos, e te levarei a ti, com todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos vestidos com primor, grande multidão, com escudo e rodela, manejando todos a espada. Persas, etíopes, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete Gômer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo."

Segundo os historiadores, estes povos correpondem a:

  • Gogue e Magogue: Rússia
  • Persas: Irã
  • Etíopes ou Cuxe: Etiópia
  • Pute: Líbia
  • Gômer e Togarma: Turquia e Irã, pois estes povos correspondem aos territórios destes destes dois atuais países 
Fiquemos atentos, porque a Bíblia não especifica se a profecia de Ezequiel 38 terá lugar antes ou após o Arrebatamento. Isso significa, sem sombras de dúvida, que o Arrebatamento pode estar na iminência de ocorrer.

Nota: Queremos deixar claro que não temos nada contra o povo iraniano ou qualquer outro povo de origem árabe (ver comentários abaixo). Os acontecimentos aqui citados dizem respeito a governos, líderes, manobras políticas vindas de governantes, e não ao povo em geral. Nosso papel é alertar a respeito do cumprimento das profecias bíblicas que antecedem oArrebatamento, a Tribulaçãoe o Aparecimento Glorioso de Cristo

Clique aqui e aprenda mais sobre este sinal do fim dos tempos. 

Portanto, continuem intercedendo pela paz em Jerusalém, pela reconciliação entre árabes e judeus.

Se você quiser entender melhor o conflito sobre o Oriente Médio tanto do ponto de vista histórico, como do ponto de vista da guerra espiritual, recomendamos os seguintes livros:

  • Ore pela Paz de Jerusalém (Autor: Tom Hess)
  • O Atlas do Oriente Médio (Autor: Dan Smith)

Como cristãos, não podemos permanecer alheios à situação, mas sim temos que entender a mecânica dos acontecimentos no Oriente Médio. Muitos ficam invariavelmente do lado dos judeus, outros dos palestinos nesta hora. Na realidade, a questão é bem mais profunda do que isto.

Estude os sinais do tempo do fim, clicando aqui.

Assista a reportagens sobre Israel e o Oriente Médio clicando aqui.

Uma observação importante: orar pela paz em Jerusalém não significa ser a favor ddos judeus e contra os árabes, como muitos deduzem e acabam, por fim, discriminando os árabes. Nossa luta não é contra as pessoas (Efésios 6:12. Lembrem-se que Ismael e Isaque pertencem à mesma semente de Abraão. E Deus promete reconciliar os povos novamente no final dos tempos durante o Reino Milenar de Cristo, conforme Isaías 19:19-25:

"Naquele tempo o Senhor terá um altar no meio da terra do Egito, e uma coluna se erigirá ao Senhor, junto da sua fronteira. E servirá de sinal e de testemunho ao Senhor dos Exércitos na terra do Egito, porque ao Senhor clamarão por causa dos opressores, e ele lhes enviará um salvador e um protetor, que os livrará. E o Senhor se dará a conhecer ao Egito, e os egípcios conhecerão ao Senhor naquele dia, e o adorarão com sacrifícios e ofertas, e farão votos ao Senhor, e os cumprirão. E ferirá o Senhor ao Egito, ferirá e o curará; e converter-se-ão ao Senhor, e mover-se-á às suas orações, e os curará; 23 Naquele dia haverá estrada do Egito até à Assíria, e os assírios virão ao Egito, e os egípcios irão à Assíria; e os egípcios servirão com os assírios. Naquele dia Israel será o terceiro com os egípcios e os assírios, uma bênção no meio da terra. Porque o Senhor dos Exércitos os abençoará, dizendo: Bendito seja o Egito, meu povo, e a Assíria, obra de minhas mãos, e Israel, minha herança."

Vocês podem até pensar: "Mas se Deus já vai fazer isso mesmo, porque preciso orar pela paz de Jerusalém?". A resposta é que a intercessão muda a história, e a intercessão nesse sentido poderá muito bem acelerar a volta de Cristo e o cumprimento dessa profecia de reconciliação entre árabes e judeus! Houve muita intercessão (desde 1814) antes de se fundar oEstado de Israel em 1948- o processo foi acelerado - o Estado de Israel é uma realidade! E será assim também se intercedermos pelo Oriente Médio, porque Deus nunca muda e Ele cumpre Sua Palavra!

Estude os sinais do tempo do fim, clicando aqui.

A Paz do Senhor a Todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

18/09/2009 - Países criticam declaração "repugnante" de Ahmadinejad sobre Holocausto

04/08/2009 - Hillary lamenta expulsão de palestinos de Jerusalém Oriental

20/05/2009 - Irã diz ter lançado foguete capaz de atingir Israel e bases americanas 

19/05/2009 - Obama pede que Israel interrompa construção de assentamentos

30/04/2009 - Israel convoca embaixador do Brasil para protestar

01/04/2009 - Premiê alerta que Israel pode atacar Irã se pressão por desnuclearização falhar

28/03/2009 - Premier israelense propôs troca de territórios para a paz, diz Autoridade Palestina

24/03/2009 - Jornal britânico denuncia crimes de guerra de Israel em Gaza

03/03/2009 - Em Israel, Hillary promete lutar por um Estado palestino

02/02/2009 - Hamas é favorável à trégua de 1 ano com Israel

18/01/2009 - Exército israelense diz que iniciou retirada da Faixa de Gaza

05/01/2009 - Exército israelense avança sobre Gaza, mas não impede ataque de foguetes do Hamas

28/12/2008 - Israel ataca e número de mortos em Gaza sobe para 271

20/10/2008 - Kadafi visitará Moscou para negociar US$ 2 bilhões em armas

01/10/2008 - Líder do Irã diz que Israel caminha rumo à destruição

26/09/2008 - Israel 'pediu sinal verde aos EUA para atacar Irã', diz jornal

09/07/2008 - Irã testa míssil que pode alcançar Israel

22/06/2008 - Irã dará resposta 'devastadora' a qualquer ataque, diz ministro

02/06/2008 - Presidente do Irã diz que Israel vai 'desaparecer do mapa'

14/05/2008 - Ahmadinejad diz que Israel está perto da 'aniquilação'

08/05/2008 - Israel inicia comemorações dos 60 anos de sua fundação

28/03/2008 - Israel quer retomar negociações de paz com Síria, diz ministro

18/03/2008 - Alemães sentem "vergonha" pelo Holocausto, diz Merkel em Israel

25/02/2008 - Ato contra bloqueio de Israel em Gaza forma corrente humana

30/01/2008 - Irã aproxima-se de auge nuclear, diz Ahmadinejad

17/01/2008 - Oriente Médio está prestes 'a explodir' contra Israel, diz Irã

14/01/2008 - Israel considera 'todas as opções' para impedir um Irã nuclear

09/01/2008 - Bush chega a Israel para visita histórica à região

04/12/2007 - Israel acredita que Irã retomou programa nuclear de armas

26/11/2007 - Veja as questões centrais do conflito israelense-palestino

06/11/2007 - Israel define Conferência da Paz para final de novembro

24/09/2007 - Irã não atacará Israel nem qualquer outro país, diz presidente

06/09/2007 - Irã diz ter fechado acordo sobre usina nuclear; Rússia nega

23/05/2007 - Irã desafia ONU e intensifica programa nuclear, diz AIEA

18/04/2007 - Ahmadinejad ameaça 'cortar as mãos' de agressores do Irã

25/01/2007 - Irã admite ter recebido mísseis de proteção aérea da Rússia

11/12/2006 - Presidente diz que Irã chegará ao topo da tecnologia nuclear

20/10/2006 - "Israel foi criado para engolir a região", diz Ahmadinejad

25/09/2006 - Vice-presidente do Irã viaja à Rússia para assinar acordo nuclear

23/08/2006 - Resposta "complexa" do Irã pode causar racha no Conselho de Segurança

03/08/2006 - Presidente do Irã diz que solução do Oriente Médio é fim de Israel

01/08/2006 - Irã rejeita resolução da ONU sobre urânio

02/05/2006 - Irã anuncia novo processo nuclear e ameaça Israel

24/04/2006 - Irã considera retirada de Tratado de Não-proliferação Nuclear

12/04/2006 - EUA querem "fortes medidas" contra o Irã

15/03/2006 - Irã anuncia acordo com a Rússia para encerrar polêmica nuclear

20/02/2006 - Irã e Rússia iniciam negociações sobre programa nuclear

11/01/2006 - EUA e Europa criticam retomada de programa nuclear do Irã

14/12/2005 - Presidente iraniano diz que Holocausto é um mito

17/11/2005 - Irã reconhece que satélite é capaz de espionar Israel

27/10/2005 - Presidente do Irã diz que Israel é "mancha vergonhosa"

27/04/2005 - Vladimir Putin chega a Israel em visita histórica

24/03/2005 - Kadafi ridiculariza israelenses e palestinos em cúpula árabe

01/03/2005 - Rússia se diz obrigada a ajudar programa nuclear iraniano

18/02/2004 - Putin promete mais e melhores armas para a Rússia

19/12/2003 - Kadafi promete abandonar armas proibidas, diz Blair

Últimas Notícias