Notícia do site "Globo.com" de 26 de dezembro de 2013

Atentado contra edifício da polícia do Egito mata ao menos 14 pessoas

Pelo menos 14 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas em um atentado com carro-bomba contra o prédio da Direção de Segurança da província egípcia de Dakahliya, localizada no delta do rio Nilo.

A forte explosão aconteceu na cidade de Mansura, cerca de 100 quilômetros ao norte do Cairo, e causou sérios danos materiais. Imagens da televisão mostraram fachadas de prédios destruídas, além de várias ambulâncias no local.

Segundo a agência estatal "Mena" entre os feridos se encontra o chefe da Direção de Segurança, assim como policiais e civis. Após a explosão, parte do edifício caiu, segundo as mesmas fontes.

Logo após o atentado, o primeiro-ministro egípcio, Hazem Beblawi, classificou a Irmandade Muçulmana, à qual pertence o presidente deposto Mohamed Morsi, de "organização terrorista".

A maioria das vítimas é policial, afirmou o governador da província de Daqahleya, Omar al-Chaouatfy.

Autoridades dos serviços de segurança afirmaram que o carro-bomba tinha dezenas de quilos de explosivos, e que a detonação foi ouvida em um raio de 20 quilômetros ao redor da cidade.

Magdy Higazi, um funcionário de alto escalão do Ministério da Saúde da província de Daqahleya, no delta do Nilo, havia anunciado um balanço provisório de oito mortos e 90 feridos.

Fontes de segurança disseram que o general Sami el Mihi, responsável pela segurança na província, ficou ferido, e que dois de seus colaboradores morreram na deflagração.

Grupos extremistas realizaram nos últimos meses diferentes ataques contra as forças da ordem no Egito, especialmente na Península do Sinai; ações que se intensificaram desde a derrocada militar do presidente islamista Morsi no último dia 3 de julho.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

O final dos tempos será marcado também pelo aumento de guerras, conforme Jesus afirma nas Escrituras abaixo:

  • Mateus 24:7-8
    "Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores [de parto e de uma angústia intolerável]."
  • Lucas 21:11
    "E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências (pragas: doenças epidêmicas malignas e contagiosas que são mortíferas e devastadoras); haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu."

O termo  "nação contra nação, reino contra reino" usado aqui pelo Senhor Jesus, foi o mesmo termo usado em 2 Crônicas 15:1-7 e Isaías 19:1-2. A passagem de Isaías 19 diz respeito exatamente ao Egito do fim dos tempos. O Egito segue em guerra civil. As revoltas egípcias iniciadas em 2011 ocorrem exatamente conforme a profecia mencionada pelo profeta Isaías, em Isaías 19:1-10:

"Eis que o SENHOR, cavalgando uma nuvem ligeira, vem ao Egito; os ídolos do Egito estremecerão diante dele, e o coração dos egípcios se derreterá dentro deles. Porque farei com que egípcios se levantem contra egípcios, e cada um pelejará contra o seu irmão e cada um contra seu próximo; cidade contra cidade, reino contra reino. O espírito dos egípcios se esvaecerá dentro deles, e anularei o seu conselho; eles consultarão os seus ídolos, e encantadores, e necromantes, e feiticeiros. Entregarei os egípcios nas mãos de um senhor duro, e um rei feroz os dominará, diz o Senhor, o SENHOR dos Exércitos.Secarão as águas do Nilo, e o rio se tornará seco e árido. Os canais exalarão mau cheiro, e os braços do Nilo diminuirão e se esgotarão; as canas e os juncos se murcharão. A relva que está junto ao Nilo, junto às suas ribanceiras, e tudo o que foi semeado junto dele se secarão, serão levados pelo vento e não subsistirão. Os pescadores gemerão, suspirarão todos os que lançam anzol ao rio, e os que estendem rede sobre as águas desfalecerão. Consternar-se-ão os que trabalham em linho fino e os que tecem pano de algodão. Os seus grandes serão esmagados, e todos os jornaleiros andarão de alma entristecida."

Ao ler a passagem acima, particularmente fico impressionado com a precisão dos detalhes dados pelo Espírito Santo ao profeta Isaías. O trecho acima simplesmente é atual e descreve a guerra civil egípcia em andamento hoje. Um detalhe interessante: historicamente, o Egito jamais havia passado por tal momento antes, o que descarta como correto remeter Isaías 19 a um ponto histórico anterior. O próprio Deus executa essa sentença contra o Egito, porque esse país antes era intermediador de paz com Israel. Agora, com Mubarak deposto e o atual presidente também deposto, o Egito começa a sentir o peso da profecia bíblica, porque o Egito já não é mais intermediador. É muito importante entender que Deus jamais deixará impune qualquer nação que se voltar contra Israel.

Portanto, prestem muita atenção aos acontecimentos recentes do Oriente Médio. O relógio de Deus definitivamente não está parado. A profecia bíblica continua precisa e o cenário do Período de Tribulação está se formando. Se você ainda não crê que Jesus é o Messias e Único Senhor e Salvador de sua vida, declare isso o quanto antes. Entenda que Israel deve ser sempre ponto de oração de todo cristão. Deus ama Israel e os eventos futuros colocarão isso ainda mais em evidência. O próprio apóstolo Paulo afirma o seguinte em Romanos 11:17-18:

"Se, porém, alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo oliveira brava, foste enxertado em meio deles e te tornaste participante da raiz e da seiva da oliveira, não te glories contra os ramos; porém, se te gloriares, sabe que não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz, a ti."

Aqui o apóstolo Paulo usa o termo "oliveira brava" para referir-se aos gentios, afirmando que mesmo os gentios são enxertados na mesma promessa de Deus ao povo judeu mediante a fé em Jesus Cristo, o Messias.

A Paz do Senhor a todos!

Clique aqui para estudar sobre os sinais do tempo do fim

A Paz do Senhor a Todos!

Últimas Notícias