Notícia do portal "Globo.com" de 06 de julho de 2014

Surto de Ebola está 'fora de controle' em partes da África, alerta MSF

Única organização humanitÁria operando em Áreas de risco no oeste do continente, MÉdicos Sem Fronteiras tenta evitar epidemia regional.

Com o aumento exponencial no número de casos de Ebola na África Ocidental, a organização médica internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) alerta para o risco de uma epidemia regional.

"O surto está fora de controle', afirmou à BBC Brasil Mariano Lugli, diretor de operações do MSF na Suíça.

A equipe de Lugli lidera a assistência humanitária na região desde fevereiro. Com cerca de 300 profissionais em campo, a organização já atendeu cerca de 500 pacientes e está no limite de sua capacidade operacional.

Em quatro meses, o surto de Ebola que surgiu em Guiné já se espalhou para dois países vizinhos, Libéria e Serra Leoa.

"Há um movimento constante e intenso de pessoas cruzando fronteiras nesta região e os casos estão se espalhando rapidamente para mais províncias e países", explicou Lugli.

A doença já se alastrou para mais de 60 localidades diferentes na África Ocidental e ainda não atingiu seu pico.

"Em geral, isso deveria ter acontecido entre dois e cinco meses, mas é impossível prever especialmente porque agora há uma variante do vírus que causa febre hemorrágica e é muito perigosa", afirmou Lugli.

Até agora, 759 pessoas foram infectadas pelo vírus e 468 morreram. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), este é o maior surto de Ebola já registrado na história.

O vírus mata cerca de 90% das pessoas infectadas e o contágio acontece por contato direto com fluidos corporais, como sangue e secreções, de uma pessoa infectada. Não há vacina ou cura para a doença.

Plano de ação
No início desta semana, a OMS realizou uma reunião de emergência sobre o surto. Ministros de 11 países africanos se reuniram em Acra, Gana, para discutir como controlar o surto de Ebola.

No encontro, as autoridades concordaram em ampliar a coordenação e monitoramento da doença, com foco nas regiões fronteiriças. Para isso, a OMS anunciou a criação de um centro regional de apoio técnico em Guiné.

No entanto, a organização ainda não prescreve nenhum tipo de restrição a viagens para a África Ocidental ou entre países da região. Segundo a OMS, o risco de disseminação da doença é considerado alto nos países fronteiriços, moderado no restante do continente africano e baixo no restante do mundo.

"Agora a comunidade internacional reconheceu o problema e todo mundo entende a necessidade de coordenação, mas é preciso ver como isso se traduzirá em ação", afirmou Lugli.

Apoio local e internacional - Mobilizar líderes comunitários, religiosos e políticos para ampliar o conhecimento sobre a doença também foi outro destaque do plano da OMS.

"A coisa mais importante agora é sensibilizar a população e os agentes de saúde locais, além da maior coordenação entre as autoridades regionais para controle e supervisão de casos em aeroportos e portos", disse Lugli.

Há quatro meses, ele esteve em Guékédou, na fronteira de Guiné com a Libéria, quando foram registrados os primeiros casos.

"As pessoas estavam com muito medo e os médicos locais não conheciam a doença", explicou.

Na região, é comum o uso de medicina popular e curandeiros. Médicos têm pouca experiência em lidar com isolamento –a única alternativa de tratamento para o Ebola.

"Os pacientes que sobrevivem são aqueles que naturalmente desenvolvem anticorpos contra o vírus, mas para isso é preciso tempo e isolamento", explicou Lugli.

Estima-se que cada pessoa contaminada mantenha contato com ao menos outros 20 indivíduos, que também devem ser isolados e monitorados para controle do Ebola. Outro agravante comum é o descuido no manuseio de corpos de vítimas da doença.

Atualmente, o MSF é a única organização internacional humanitária atendendo vítimas do Ebola na África Ocidental.

"Estamos no nosso limite. É urgente que mais atores internacionais competentes também apoiem na resposta ao surto", afirmou Lugli.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

A epidemia de Ebola, em pleno século 21, está cumprindo à risca mais uma das profecias acerca dos sinais do tempo do fim ditos por Jesus, conforme está em Lucas 21:11:

"e haverá em vários lugares grandes terremotos, e pestes e fomes; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu."

O Ebola não possui vacina e nem tratamento, e o índice de mortalidade dos que contraem o vírus gira em torno de 90%. Por isso, os africanos, principalmente os médicos que estão na linha frente, precisam de nossas orações para obter ajuda mundial, independentemente das profecias bíblicas.

A intenção deste tipo de notícia não é causar pânico, mas alertar é que é tempo dos cristãos vigiarem e orarem a Deus sem cessar, porque todos os sinais (definitivamente TODOS) estão acontecendo e o cenário para o Arrebatamento já está montado. Os próximos anos são de intensificação da batalha espiritual para livrar almas dos grilhões inimigos até o dia do Arrebatamento. E oferecer resistência ao inferno é tarefa da Igreja (Tiago 4:7).

Como cristãos, temos que alertar que a Volta de Jesus será em breve e todos os sinais estão acontecendo milimetricamente conforme dito por Jesus nas Escrituras.

Clique aqui e estude a anatomia de um vírus

Clique aqui e aprenda mais sobre este sinal do fim dos tempos. Estude os sinais do tempo do fim, clicando aqui.

A Paz do Senhor a Todos!

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

13/08/2010 - Superbactéria que alarmou Europa é achada em 3 australianos

05/11/2009 - Vírus H1N1 é cepa predominante em circulação, diz OMS

27/08/2009 - Gripe suína: Brasil é o país com maior número de mortes

29/06/2009 - São Gabriel (RS) retoma aulas após decretar emergência devido à gripe suína

11/06/2009 - OMS declara que gripe suína atingiu nível de pandemia

08/05/2009 - OMS registra 2.384 pessoas com gripe suína; Brasil confirma 4 casos

26/04/2009 - França e Nova Zelândia investigam suspeitas de infecção por gripe suína

06/01/2009 - China confirma morte de mulher por vírus da gripe aviária

05/12/2008 - ONU diz que surto de cólera no Zimbábue é o pior da história

26/06/2008 - Epidemia de Aids deve ser tratada como 'catástrofe', diz Cruz Vermelha

23/04/2008 - Rio já vive pior epidemia de dengue da história

10/04/2008 - Cidades do Uruguai e Argentina formam comissão binacional contra dengue

08/01/2008 - Cientistas identificam mecanismo que pode tornar gripe aviária em pandemia

05/10/2007 - Infecção humana por gripe aviária se tornou mais fácil

04/09/2007 - Rússia registra 3º caso de gripe aviária em 2007

08/05/2007 - Chegam a 75 as mortes por gripe aviária na Indonésia

19/03/2007 - Novo foco de gripe aviária é detectado na Tailândia

22/01/2007 - Jacarta sacrifica um milhão de aves por causa da gripe aviária

22/12/2006 - Nova pandemia de gripe letal poderia matar 81 milhões

11/04/2006 - Indonésia registra novo caso de gripe aviária em humanos

22/02/2006 - Gripe aviária tem disseminação sem precedentes

08/02/2006 - Gripe aviária mata 15 mil frangos em um dia na China

02/02/2006 - Indonésia registra 15ª morte por gripe aviária

18/01/2006 - Turquia confirma mais um caso de gripe aviária

24/11/2005 - Pandemia de gripe aviária teria rápida expansão

10/11/2005 - Identificado mais um foco de gripe aviária na China

18/10/2005 - Gripe aviária será pandemia humana, afirma OMS

14/10/2005 - Gripe aviária causa apreensão internacional

11/10/2005 - Gripe aviária deixa União Européia em alerta

05/10/2005 - Sars é transmitida por morcegos, afirmam cientistas

30/09/2005 - Gripe aviária pode matar 150 milhões de pessoas, alerta a ONU

16/09/2005 - Gripe aviária faz quarta morte na Indonésia

30/08/2005 - Encefalite japonesa mata 292 pessoas na Índia

18/08/2005 - Gripe aviária: suspeita de casos em nova região da Rússia

11/07/2005 - Vacina chinesa contra Aids entra em fase de testes

04/07/2005 - Especialistas previnem sobre pandemia da gripe aviária

15/06/2005 - Vietnã registra mais sete casos de gripe aviária

07/06/2005 - Cientistas anunciam vacinas contra ebola e Marburg

26/03/2005 - Marburg chega a Luanda com 5 casos detectados, três mortos

04/03/2005 - Vacina contra gripe do frango será testada em seres humanos

25/02/2005 - Confirmados dois novos casos de gripe do frango no Vietnã

14/02/2005 - Médicos suspeitam ter achado HIV super-resistente

04/02/2005 - Japão confirma o primeiro caso do mal da vaca louca

28/01/2005 - Gripe aviária: Vietnã confirma contaminação de mais duas pessoas

22/12/2004 - Gripe aviária: Japão confirma 1º caso de pessoa infectada com vírus

01/12/2004 - Aids na Rússia pode matar 100 mil em 1 ano, diz 'Moscow Times'

26/10/2004 - Tailândia anuncia morte de adolescente por gripe avícola

28/09/2004 - Confirmada morte por gripe aviária na Tailândia

15/09/2004 - Britânicos criam teste para gripe do frango em humanos

12/08/2004 - Vírus da gripe do frango mata 3 pessoas no Vietnã

08/07/2004 - Aids: número de infectados aumenta em todo o mundo

22/06/2004 - Médicos descobriram vírus da Sars em lágrimas

16/06/2004 - Surto de ebola mata sete no Sudão

27/05/2004 - Teste de vacina contra Sars tem resultado 'otimista'

16/02/2004 - Asiáticos fazem reunião de emergência sobre gripe avícola

26/01/2004 - Cingapura e Malásia adotam medidas contra gripe avícola

Últimas Notícias