Notícia do portal "Globo.com" de 23 de agosto de 2015

Coreias retomam diálogo para tentar evitar confronto militar

Coreia do NorteCoreia do SulRepresentantes de alto nível da Coreia do Norte e da Coreia do Sul retomaram neste domingo as negociações após não chegar na madrugada passada a um acordo para evitar uma escalada da crise militar, informou a Casa Azul, sede da presidência em Seul.

A segunda rodada da reunião começou na fronteiriça Aldeia da Tregua de Panmunjom às 15h30 do horário local (3h de Brasília), confirmou o Ministério da Defesa da Coreia do Sul em comunicado.

A reunião iniciada na tarde do sábado se prolongou durante mais de 10 horas até a madrugada de hoje sem que os representantes das duas Coreias conseguissem alcançar uma solução, razão pela qual voltaram a se sentar na mesa de negociações.

O diretor do Escritório de Segurança Nacional, Kim Kwan-jin, e o ministro da Unificação, Hong Yong-pyo, representam a Coreia do Sul, enquanto pelo lado norte-coreano participam Hwang Pyong-so, vice-marechal do Exército Popular, e Kim Yang-gon, diretor do Departamento da Frente Unida do Partido dos Trabalhadores.

Não foram revelados detalhes sobre a longa reunião de ontem e o escritório presidencial se limitou a comunicar que ambas partes buscaram "resolver a situação criada recentemente e melhorar as relações entre as duas Coreias".

A importância da reunião se reflete na alta categoria dos funcionários de ambos países que se sentaram para negociar.

Trata-se da primeira reunião de alto nível entre as duas Coreias desde outubro de 2014, quando uma delegação norte-coreana composta por altas autoridades, entre elas Hwang Pyong-so, se reuniram com seus colegas sul-coreanos, embora naquele momento não se dava uma situação grave como a atual.

A reunião do sábado começou depois da hora limite imposta pela Coeia do Norte ao Sul para desligar os alto-falantes que emitem propaganda contra o regime de Kim Jong-un na fronteira.

A Coreia do Norte ameaçou o Sul com uma ação militar caso não cumprisse sua exigência, mas os alto-falantes seguem funcionando, segundo confirmou à Agência Efe uma fonte do governo sul-coreano.

Enquanto isso, as forças armadas de ambos lados permanecem preparadas para o combate no meio de um clima de tensão.

Norte e Sul permanecem tecnicamente em confronto desde a Guerra da Coreia (1950-53), que terminou com um armistício nunca substituído por um tratado de paz definitivo.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

As Coreias estão prestes a quebrar o armistício estabelecido desde o final da Guerra das Coreias, no século passado. Por favor, orem pelas Coreias do Sul e do Norte. A situação na região está cada vez mais tensa. Agora surge uma esperança de solução diplomática para esse conflito.

Tal como Jesus havia dito, logo antes de Sua volta haveria guerras e rumores de guerras, conforme registrado em Mateus 24.

Para que vocês possam estudar mais sobre o conflito entre as Coreias, colocamos algumas animações interativas para que você possa se orientar mais especificamente em sua oração intercessória ao Pai por essas nações. Para mais informações, consulte os infográficos sobre as Coreias, clicando aqui.

Saiba mais sobre o sinal das guerras e rumores de guerras clicando aqui

Saiba mais sobre os sinais do tempo do fim clicando aqui

A Paz do Senhor a todos!  

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

31/03/2013 - Kim Jong-un defende ampliação do arsenal nuclear da Coreia do Norte

10/03/2013 - Pyongyang ameaça Coreia do Sul e EUA com 'guerra sem quartel'

02/07/2009 - Coreia do Norte lança mísseis de curto alcance, diz Coreia do Sul 

27/05/2009 - URGENTE: Alerta de Oração pelas Coreias do Norte e do Sul

25/05/2009 - Coreia do Norte faz segundo teste nuclear e lança mísseis

26/08/2008 - Rússia poderá responder militarmente ao escudo anti-mísseis

04/01/2008 - Agentes britânicos chegam ao Paquistão para investigar morte de Bhutto

12/12/2007 - Triplo atentado no Iraque deixa ao menos 26 mortos

13/09/2007 - Explosão mata xeque sunita aliado aos EUA no Iraque

19/06/2007 - Mortos no Iraque chegam a 8.073 em 2007 com ataque de hoje

30/12/2006 - Saddam Hussein é executado na forca

13/12/2006 - Saddam será executado e enterrado em segredo, diz jornal

05/11/2006 - Saddam condenado à morte por enforcamento

01/11/2006 - Iraque está a beira do caos, afirma documento militar

26/07/2006 - Saddam pede para ser morto a tiros em caso de condenação

21/06/2006 - Advogado de Saddam é assassinado em Bagdá

06/12/2005 - Iraque adota medidas de segurança para as eleições

23/06/2005 - Atentados em série deixam 15 mortos no Iraque

25/04/2005 - EUA pressionam Iraque a formar governo; violência continua

06/04/2004 - Curdo Jalal Talabani é o novo presidente do Iraque

08/10/2004 - Bush insiste: derrubar Saddam foi "a coisa certa"

30/06/2004 - Ministro iraquiano defende execução de Saddam

30/06/2004 - Governo do Iraque assume amanhã custódia de Saddam

01/06/2004 - Conselho de Governo do Iraque se dissolve

16/12/2003 - Prisão de Saddam Hussein - por que este fato se encaixa no contexto do final dos tempos?

Últimas Notícias