Notícia da Folha de São Paulo de 15 de novembro de 2015

Estado Islâmico diz que ataques em Paris foram os primeiros de uma série

FranÇois Hollande descreve ataques em Paris como um ato de guerra. ServIÇo de inteligÊncia francÊs jÁ esperava um ataque terrorista para breve.

A polícia francesa encontrou o passaporte de um refugiado sírio ao lado do corpo de um dos terroristas. O grupo Estado Islâmico afirmou que os ataques desta sexta-feira (13) foram os primeiros de uma tempestade que está só começando.

“Um ataque à capital da prostituição e do vício”. Foi assim que o Estado Islâmico explicou a escolha minuciosa dos alvos em Paris. Em um comunicado divulgado na manhã deste sábado (14), o grupo terrorista ameaçou todos os países que seguirem o caminho da França.

“O cheiro de morte vai permanecer enquanto continuarem os bombardeios contra muçulmanos no califado”, disse o texto. 

Há dois meses, a França se uniu aos Estados Unidos nos bombardeios contra o Estado Islâmico na Síria e no Iraque.

Na sexta-feira (13), logo depois dos atentados, o presidente francês François Hollande anunciou o estado de emergência e o fechamento das fronteiras.

Neste sábado (14), Hollande prometeu ser implacável na luta contra os terroristas. “Foi um ato de guerra. Preparado no exterior, mas com suporte dentro da própria França”, disse Hollande.

A França é um dos países europeus que mais têm jovens atraídos pelos jidahistas. Mais de 1,5 mil franceses teriam relação com grupos radicais, especialmente com o Estado Islâmico.

Autoridades já sabem que um dos terroristas do Bataclan era um francês, conhecido pela polícia por ter laços com extremistas islâmicos. Ele foi reconhecido pelas impressões digitais.

Um passaporte egípcio e outro sírio foram encontrados perto dos corpos dos homens-bomba que estavam do lado de fora do estádio.

As autoridades gregas explicaram, no fim do dia, que o homem com o passaporte sírio foi registrado na Ilha de Leros, em outubro, como refugiado.

O serviço de inteligência francês esperava um ataque terrorista para breve. Em pelo menos cinco investigações este ano, as pessoas interrogadas teriam falado sobre um plano de ataque em salas de espetáculo.

Os atentados de sexta-feira (13) foram realizados um mês depois da entrada em vigor da chamada Lei de Informação, que deu mais recursos para a polícia interrogar pessoas ligadas a grupos terroristas.

As investigações agora buscam conexões em países vizinhos. Um homem preso na semana passada na Alemanha com explosivos e armamentos pesados pode ser uma peça-chave. O ministro do Interior disse que o GPS do carro dele tinha como destino um endereço em Paris.

Na Bélgica, a polícia prendeu cinco suspeitos. Três dos oito terroristas mortos teriam vindo de Bruxelas.

O governo belga abriu uma investigação formal para ir atrás de pessoas ligadas aos atentados em Paris. Cinco pessoas foram presas em um bairro popular de Bruxelas - Molenbeek - que tem vários imigrantes. O governo belga afirmou que uma dessas pessoas esteve nesta sexta-feira (13) em Paris.

O ministro da justiça belga disse que essa operação policial está ligada à identificação de um carro com placa da Bélgica visto perto do Bataclan. De acordo com a imprensa belga, dentro do carro estariam tíquetes de estacionamento de Molenbeek.

Os terroristas tiveram uma grande rede de apoio. O procurador de Paris afirmou que testemunhas e vídeos indicam que dois carros foram usados. Um seat preto e um polo preto com placa da Bélgica encontrado em frente à casa de shows Bataclan.

Ele foi alugado por um francês que mora na Bélgica e acabou preso na fronteira com outras duas pessoas. Os três foram presos pelos serviços de segurança belga e não são conhecidos pelos serviços de inteligência da França. O seat preto ainda não foi encontrado, o que leva a crer que os terroristas ainda podem estar em fuga.

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

O mundo voltou ao mesmo pânico da época dos ataques terroristas contra as torres gêmeas de Nova Iorque em 11 de setembro de 2001. O auto-entitulado Estado Islâmico é mais estruturado que a Al-Qaeda e a segurança mundial segue ameaçada. Sem exageros, podemos plenamente dizer que o mundo não é mais um lugar seguro.

Tal como Jesus havia dito, logo antes de Sua volta haveria guerras e rumores de guerras, conforme registrado em Mateus 24.

Infelizmente, o que vimos no 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos, e agora, em Paris, vai se tornar cada vez mais frequente, forçando os líderes mundiais a unirem-se na tentativa de parar a escalada do terrorismo. Isso serve de alerta para que a Igreja de Jesus Cristo na terra vigie e ore, porque o tempo da Segunda Vinda de Jesus está chegando.

Saiba mais sobre o sinal das guerras e rumores de guerras clicando aqui

Veja os vídeos abaixo para saber mais sobre guerras, rumores de guerra e a escalada do terrorismo.

Guerras e Rumores de Guerras - Parte 1

Guerras e Rumores de Guerras - Parte 2

Saiba mais sobre os sinais do tempo do fim clicando aqui

A Paz do Senhor a todos!  

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

23/08/2015 - Coreias retomam diálogo para tentar evitar confronto militar

31/03/2013 - Kim Jong-un defende ampliação do arsenal nuclear da Coreia do Norte

10/03/2013 - Pyongyang ameaça Coreia do Sul e EUA com 'guerra sem quartel'

02/07/2009 - Coreia do Norte lança mísseis de curto alcance, diz Coreia do Sul 

27/05/2009 - URGENTE: Alerta de Oração pelas Coreias do Norte e do Sul

25/05/2009 - Coreia do Norte faz segundo teste nuclear e lança mísseis

26/08/2008 - Rússia poderá responder militarmente ao escudo anti-mísseis

04/01/2008 - Agentes britânicos chegam ao Paquistão para investigar morte de Bhutto

12/12/2007 - Triplo atentado no Iraque deixa ao menos 26 mortos

13/09/2007 - Explosão mata xeque sunita aliado aos EUA no Iraque

19/06/2007 - Mortos no Iraque chegam a 8.073 em 2007 com ataque de hoje

30/12/2006 - Saddam Hussein é executado na forca

13/12/2006 - Saddam será executado e enterrado em segredo, diz jornal

05/11/2006 - Saddam condenado à morte por enforcamento

01/11/2006 - Iraque está a beira do caos, afirma documento militar

26/07/2006 - Saddam pede para ser morto a tiros em caso de condenação

21/06/2006 - Advogado de Saddam é assassinado em Bagdá

06/12/2005 - Iraque adota medidas de segurança para as eleições

23/06/2005 - Atentados em série deixam 15 mortos no Iraque

25/04/2005 - EUA pressionam Iraque a formar governo; violência continua

06/04/2004 - Curdo Jalal Talabani é o novo presidente do Iraque

08/10/2004 - Bush insiste: derrubar Saddam foi "a coisa certa"

30/06/2004 - Ministro iraquiano defende execução de Saddam

30/06/2004 - Governo do Iraque assume amanhã custódia de Saddam

01/06/2004 - Conselho de Governo do Iraque se dissolve

16/12/2003 - Prisão de Saddam Hussein - por que este fato se encaixa no contexto do final dos tempos?

Últimas Notícias