Notícia do portal "Globo.com" de 10 de agosto de 2017

VEJA TAMBÉM NO NOSSO CANAL DAILYMOTION:

 Guerras e Rumores de Guerras - Parte 1

 Guerras e Rumores de Guerras - Parte 2

Coreia do Norte confirma plano para atacar Guam com mísseis

Coreia do SulA Coreia do Norte confirmou nesta quinta-feira (10) que planeja disparar quatro mísseis contra a ilha americana de Guam, no Pacífico, alegando que apenas a força faz sentido para o presidente americano, Donald Trump.

"Um diálogo sensato é impossível com um sujeito assim, desprovido de razão, e com ele só funciona a força absoluta", indicou a agência estatal KCNA, citando o general norte-coreano Kim Rak-gyom.

A ameaça ocorre após os Estados Unidos advertirem os norte-coreanos, na quarta (9), de que o país está arriscando a sua "destruição" se continuar com o programa armamentista. Trump destacou o poder nuclear americano diante da crescente inquietação internacional, um dia depois de prometer "fogo e fúria" a Pyongyang "como o mundo nunca viu".

"Espero que nunca tenhamos que usar esse poder", acrescentou Trump, após a sua advertência sem precedentes ao governo de Kim Jong-un, que ameaça atacar o território americano com mísseis nucleares.

Longe de apaziguar a situação, o secretário americano de Defesa, Jim Mattis, pediu que a Coreia do norte "detenha" o desenvolvimento de armas nucleares e pare de fomentar ações que levem "ao fim de seu regime e à destruição de seu povo".

Em sintonia com os tuítes de Trump, o chefe do Pentágono minimizou o poderio militar de Pyongyang, afirmando que "perderia qualquer corrida armamentista ou conflito que começasse" com os EUA.

A repercussão dos tuítes de Trump e de sua incendiária declaração de terça-feira (8) de seu clube de golfe em Nova Jersey, onde está de férias, afetaram a queda do dólar, as principais bolsas mundiais e despertaram inquietações.

Nesta quinta, o Japão afirmou que "jamais poderá tolerar as provocações" de Pyongyang. "Apelamos firmemente à Coreia do Norte para que leve a sério as reiteradas advertências da comunidade internacional, acate as resoluções da ONU e se abstenha de realizar novas provocações", disse o porta-voz do governo japonês Yoshihide Suga.

O funcionário japonês destacou que "é muito importante manter o poder de dissuasão americano diante da gravidade da situação de segurança na região".

Na véspera, a China exortou que se evitem "as palavras e os atos suscetíveis" de agravar a situação, enquanto Berlim pediu "moderação" às partes. A França, no entanto, elogiou a "determinação" de Trump ante Pyongyang.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, se mostrou "preocupado", e pediu por meio de seu porta-voz que reduzam as tensões e apelem para a diplomacia.

A pedido de Washington, a Organização das Nações Unidas endureceu há alguns dias as sanções contra Pyongyang por seu programa nuclear, que poderia custar ao governo norte-coreano um bilhão de dólares anuais.

"Não há para onde correr"

Os Estados Unidos descartam uma "ameaça iminente" para Guam, um estratégico enclave militar, onde conta com 6.000 soldados, e outros objetivos, confiando que a pressão diplomática irá prevalecer.

"Acho que os americanos devem dormir bem, sem nenhuma preocupação sobre esta particular retórica dos últimos dias", disse o chefe da Diplomacia americana, Rex Tillerson, após justificar a "mensagem forte" do presidente Trump "em uma linguagem que Kim Jong-un pode compreender".

Sobre o fato de os comentário de Trump surpreenderem o seu círculo mais próximo, a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, disse que o Conselho de Segurança Nacional e outros funcionários sabiam que "o presidente iria responder [...] com uma mensagem forte em termos inequívocos".

A remota e paradisíaca ilha de Guam, de apenas 550 km2 e onde vivem 162.000 pessoas, em sua maioria dedicados ao turismo, permanecia calma nesta quarta-feira diante da ameaça norte-coreana. O governador, Eddie Calvo, minimizou os atos de Pyongyang, mas assinalou que o território está "preparado para qualquer eventualidade".

Comentário: (clique sobre os textos em destaque para mais informações)

Saiba mais sobre o sinal das guerras e rumores de guerras clicando aqui

Saiba mais sobre os sinais do tempo do fim clicando aqui

A Paz do Senhor a todos!  

Notícias anteriores relacionadas ao mesmo tema:

09/05/2017 - Estados Unidos estudam enviar 3 mil soldados para Afeganistão

07/03/2017 - Após disparos norte-coreanos, EUA instalam escudo antimísseis na Coreia do Sul

07/02/2017 - Líder supremo iraniano diz a Trump que 'nenhum inimigo pode paralisar' o Irã

23/08/2015 - Coreias retomam diálogo para tentar evitar confronto militar

31/03/2013 - Kim Jong-un defende ampliação do arsenal nuclear da Coreia do Norte

10/03/2013 - Pyongyang ameaça Coreia do Sul e EUA com 'guerra sem quartel'

02/07/2009 - Coreia do Norte lança mísseis de curto alcance, diz Coreia do Sul 

27/05/2009 - URGENTE: Alerta de Oração pelas Coreias do Norte e do Sul

25/05/2009 - Coreia do Norte faz segundo teste nuclear e lança mísseis

26/08/2008 - Rússia poderá responder militarmente ao escudo anti-mísseis

04/01/2008 - Agentes britânicos chegam ao Paquistão para investigar morte de Bhutto

12/12/2007 - Triplo atentado no Iraque deixa ao menos 26 mortos

13/09/2007 - Explosão mata xeque sunita aliado aos EUA no Iraque

19/06/2007 - Mortos no Iraque chegam a 8.073 em 2007 com ataque de hoje

30/12/2006 - Saddam Hussein é executado na forca

13/12/2006 - Saddam será executado e enterrado em segredo, diz jornal

05/11/2006 - Saddam condenado à morte por enforcamento

01/11/2006 - Iraque está a beira do caos, afirma documento militar

26/07/2006 - Saddam pede para ser morto a tiros em caso de condenação

21/06/2006 - Advogado de Saddam é assassinado em Bagdá

06/12/2005 - Iraque adota medidas de segurança para as eleições

23/06/2005 - Atentados em série deixam 15 mortos no Iraque

25/04/2005 - EUA pressionam Iraque a formar governo; violência continua

06/04/2004 - Curdo Jalal Talabani é o novo presidente do Iraque

08/10/2004 - Bush insiste: derrubar Saddam foi "a coisa certa"

30/06/2004 - Ministro iraquiano defende execução de Saddam

30/06/2004 - Governo do Iraque assume amanhã custódia de Saddam

01/06/2004 - Conselho de Governo do Iraque se dissolve

16/12/2003 - Prisão de Saddam Hussein - por que este fato se encaixa no contexto do final dos tempos?

Últimas Notícias